Acesse

Veja as cotações dos mercados abaixo:

Veja as cotações dos mercados abaixo:

Onda de calor continua mas temporais vêm aí; veja previsão do tempo da semana

Calor extremo não vai dar trégua tão cedo, mas algumas áreas do país recebem muita água nos próximos dias

Tempo de leitura: 3 minutos

| Publicado em 13/11/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de Mercado

Confira como ficam as condições do tempo em cada uma das regiões do Brasil entres os dias 13 e 17 de novembro.

Sul

A segunda-feira (13) traz temporais à região, devido à atuação de uma nova frente fria. Há risco para rajadas de vento acima de 60 km/h em todas as áreas, com possibilidade de queda de granizo.

A partir de terça-feira (14), esses temporais devem persistir entre o norte do Rio Grande do Sul e o centro-sul do Paraná, também com tempo severo. Os trabalhos em campo ficam comprometidos em todas essas áreas, atrasando a colheita do trigo e a implementação das lavouras de primeira safra.

Alerta para o norte do Rio Grande do Sul, oeste de Santa Catarina e sudoeste do Paraná, nos quais o acumulado de precipitação pode passar de 300 mm em cinco dias, potencializando o risco para deslizamentos e enchentes.

Sudeste

A onda de calor continua a castigar a região, com temperaturas máximas girando em torno de 40 ºC no interior de São Paulo e Minas Gerais. Há previsão de temporais na quinta (16) e sexta-feira (17) em São Paulo, com o avanço da frente fria. O acumulado de chuva gira em torno de 40 mm, o que vai ajudar a manter a umidade do solo e aliviar o calorão.

O perigo fica para a possibilidade de queda de granizo e rajadas de vento acima de 60 km/h, que podem prejudicar as lavouras de primeira safra em desenvolvimento, causar queda de árvores e corte no abastecimento de energia.

Centro-Oeste

Onda de calor permanece atuando na região, com temperaturas máximas girando em torno de 40 ºC até sexta-feira. Nesta segunda-feira, temporais estão previstos para o sul de Mato Grosso do Sul e oeste de Mato Grosso, mas com baixo volume de chuva em torno de 20/25 mm, com o alerta de rajadas de vento acima de 60 km/h, que podem gerar danos em silos e granjas.

O baixo volume de chuva nessas áreas, associado às elevadas temperaturas, faz com que o solo continue com restrição hídrica no centro-norte de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás. Os pecuaristas devem ficar atentos aos sistemas de mitigação de calor do gado em confinamento, pois a semana quente deve provocar estresse térmico no rebanho.

Nordeste

A semana será quente e ensolarada em praticamente todas a região, com temperaturas máximas na casa de 40 ºC. No interior da Bahia, os termômetros podem chegar a marcar 42 ºC. Situação crítica na região, pois as chuvas estão demorando a retornar de forma bem distribuída e volumosa.

Norte

As chuvas da semana na região continuam concentradas na faixa oeste do Amazonas, Acre e Rondônia, com um volume entre 30 e 50 mm nos próximos dias. Isso contribui para manter a boa umidade do solo.

Segue o tempo mais quente e seco na porção leste do Amazonas, Pará e centro-norte do Tocantins, com temperaturas máximas em torno de 40 ºC, situação que prejudica o início da semeadura das lavouras de primeira safra e potencializa o risco para focos de incêndio na região.

O pecuarista deve ter atenção com o sistema de ventilação do gado em confinamento, pois as máximas podem chegar a 42 ºC no Amazonas, Pará e Tocantins durante toda a semana.

Alguma mudança no tempo deve ocorrer somente entre quinta e sexta-feira, quando temporais podem atingir o sul do Pará e Tocantins, com possibilidade de rajadas de vento acima de 50 km/h e acumulado de chuva variando entre 20 e 30 mm nos dois dias.

Calor extremo não vai dar trégua tão cedo, mas algumas regiões recebem muita água nos próximos dias

Canal Rural

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?