Acesse

Veja as cotações dos mercados abaixo:

Veja as cotações dos mercados abaixo:

Nova frente fria provoca chuvas fortes; confira previsão da semana

Pancadas podem vir acompanhadas de queda de granizo e rajadas de vento acima de 70 km/h

Tempo de leitura: 3 minutos

| Publicado em 20/11/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de Mercado

A semana começa com tempo firme em todas as áreas da região Sul, de acordo com a previsão do tempo.

No entanto, a partir de quarta-feira (22), uma nova frente fria chega à região, trazendo chuva volumosa ao Rio Grande do Sul.

O acumulado pode passar de 100 mm em 24 horas na região da Campanha, o que pode causar alagamentos.

O sistema avança sobre Santa Catarina e Paraná, levando acumulados que podem variar entre 40 e 70 mm.

Essa chuva pode vir acompanhada de queda de granizo e rajadas de vento acima de 70 km/h, podendo danificar estruturas e provocar queda de árvores.

Lavouras de inverno remanescentes e de tabaco em desenvolvimento podem ser afetadas pelos temporais.

Região Sudeste

Na região Sudeste, a semana será chuvosa com temperaturas mais amenas, segundo a previsão.

A nebulosidade contribui para que as temperaturas máximas não ultrapassem os 40 ºC no interior de São Paulo e centro-norte de Minas Gerais.

Na faixa leste da região, máximas ficam em torno de 26 ºC/30 ºC no decorrer dos próximos dias.

Tendência de chuvas mais volumosas no estado de São Paulo e centro-sul de Minas Gerais.

Nestas regiões, o acumulado de chuva pode chegar a 70 mm nos próximos dias, contribuindo com a umidade do solo.

Chuvas menos volumosas na porção norte de Minas Gerais e Espírito Santo, ficando em torno de 30 mm.

Temporais no Centro-Oeste

Na região Centro-Oeste, a semana começa com temporais, segundo a meteorologia.

Na faixa oeste de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, as rajadas de vento podem ultrapassar 40 km/h. Há possibilidade de queda de granizo.

As chuvas vão aliviar o calor e contribuir com a umidade do solo.

Além disso, amenizando o risco para focos de incêndio que assolam o Pantanal.

Durante a semana, o acumulado de chuva vai oscilar entre 70 e 120 mm em todas as áreas.

Isso vai gerar um benefício significativo às lavouras de 1ª safra que enfrentam restrição hídrica.

Além disso, essa precipitação contribuirá para a recuperação das pastagens.

No sul de Mato Grosso do Sul, existe a possibilidade de intensificação das tempestades, resultando em um acumulado de chuva que pode ultrapassar 150 mm.

Esse cenário aumenta o risco de alagamentos e pode causar transtornos significativos nos trabalhos em campo.

Nordeste

A previsão é de a ocorrência de chuvas nas áreas de interior ao longo da semana.

O acumulado nos próximos dias pode atingir marcas de até 60 mm no interior da Bahia, interior de Pernambuco, sul do Ceará, centro-sul do Maranhão e centro-sul do Piauí.

As chuvas desempenham um papel importante no alívio do calor nessas áreas.

Além de aumentar a umidade relativa do ar, contribuindo para minimizar o risco de focos de incêndio.

Apesar de contribuir à umidade do solo, a região árida necessita de 100 mm adicionais para garantir o início das lavouras de 1ª safra.

No entanto, essa situação não deve se confirmar até o final deste mês. De maneira geral, a precipitação esperada deve favorecer a recuperação das pastagens.

Chuva generalizada na Região Norte

Na região Norte, segunda a previsão, chove em todas as áreas ao longo da semana.

O Amazonas, Acre, Rondônia podem registrar volumes de até 100 mm.

Enquanto no Pará, Tocantins, Roraima e Amapá, a variação esperada é entre 40 e 70 mm.

Essas chuvas desempenham um papel crucial no alívio das temperaturas elevadas da região.

Além disso, contribuem significativamente para a reposição de água no solo, elevação dos níveis dos rios e redução do risco de focos de incêndio.

Resumo da previsão do tempo desta semana

  • A chuva volumosa que deve atingir o Sul do país na semana que vem pode causar transtornos, como alagamentos, queda de árvores e danos às lavouras.
  • Na região Sudeste, as temperaturas mais amenas devem aliviar a onda de calor que atingiu a região na semana passada.
  • A chuva que deve cair na região Centro-Oeste deve contribuir para amenizar o risco de focos de incêndio e favorecer as lavouras de 1ª safra.
  • A chuva deve aliviar o calor e contribuir para a recuperação das pastagens na região Nordeste.
  • A chuva deve contribuir para reposição de água no solo, elevação dos níveis dos rios e diminuição do risco de focos de incêndio na região Norte.

Canal Rural

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?