Juntos pelo Agro: parceria inovadora entre Sebrae e Senar pretende atender cerca de 400 produtores de leite no primeiro ano

Além da cadeia leiteira, o projeto também abrangerá fruticultura, cafeicultura, piscicultura e apicultura

Tempo de leitura: 3 minutos

| Publicado em 19/12/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de Mercado

Em um marco para o setor do agro brasileiro, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) unem forças para colocar em prática o projeto denominado “Juntos Pelo Agro”. Essa colaboração estratégica visa transformar positivamente o cenário para empreendedores e micro e pequenas empresas rurais, buscando também aprimorar a eficiência de atuação no agro do Sistema S.

Em Goiás, o primeiro passo da parceria foi dado, na última semana, com a estruturação das ações iniciais que devem atender cerca de 400 produtores rurais da cadeia leiteira. Representantes do Senar e do Sebrae se reuniram, na capital goiana, para definir como será a atuação do projeto no estado. “Hoje, estamos alinhando quais serão as soluções escolhidas que atenderão esses produtores e como será a operação adotada no nosso trabalho”, explica o coordenador do Polo Sebrae Agro, Douglas Paranahyba de Abreu.

Leia também:

O coordenador explica que o projeto “Juntos pelo Agro” é uma iniciativa nacional liderada pelo Sebrae Nacional, em colaboração com o Sistema CNA e o Senar Central, com uma atenção inicial voltada para quatro estados, incluindo Goiás. Neste primeiro passo, aproximadamente 50 técnicos de campo do Senar Goiás e colaboradores do Sebrae Goiás estão alinhando estratégias para implementar a nova abordagem de atuação no campo.

Durante a reunião de alinhamento, o diretor superintendente do Sebrae Goiás, Antonio Carlos de Souza Lima Neto, falou da trajetória de colaboração entre o Senar e o Sebrae. “Temos uma história de muitos anos de aproximação entre as duas instituições. A visão nacional percebeu que, apesar dos esforços e recursos, os resultados não correspondiam ao potencial. Daí surgiu a concepção formalizada da parceria ‘Juntos Pelo Agro’, apresentada há um mês em Brasília pelas direções nacionais do Senar e do Sebrae”, diz ele.

Antonio Carlos ressaltou os desafios inerentes à implementação do projeto em escala nacional, destacando a importância de entender, sensibilizar e envolver todos os atores. Ele enfatizou o papel vital dos participantes, incluindo os 392 produtores previstos para a ação em Goiás. “Este momento é para compreendermos o que queremos, onde pretendemos chegar e a contribuição de cada um nesse processo. Não queremos tomar decisões distantes da realidade na ponta. Este é um projeto piloto, uma oportunidade de transformação ainda maior”, pontuou. 

Parceria em prol do produtor rural

O coordenador do Polo lembra que o Senar já atua no campo com assistência técnica e gerencial. Agora, o Sebrae vai conjugar esforços tentando levar técnicas de gestão e empreendedorismo para dentro das propriedades. “No segundo ciclo de atuação da Assistência Técnica e Gerencial, que será no segundo ano, incluiremos um plano de ação elaborado que será construído em conjunto com Senar, e neste plano de ação estarão contempladas as soluções do Sebrae”, explica Douglas.

O piloto do projeto “Juntos Pelo Agro” foi lançado nos estados de Goiás, Paraíba, Tocantins e Bahia, com um foco inicial para aproximadamente 400 propriedades de leite em Goiás. O atendimento a essas propriedades começará em fevereiro, inicialmente aquelas que já são atendidas pelo Senar. Ao final do primeiro ciclo, o Sebrae entrará no processo, auxiliando na estruturação do plano de ação para o segundo ciclo. Este envolvimento promete tornar o planejamento mais efetivo, integrando soluções do Sebrae e potencializando o impacto positivo nos indicadores econômicos dos produtores rurais.

O próximo passo, segundo Douglas, será a identificação dos produtores rurais atendidos pelos técnicos do Senar, com acompanhamento por consultores agro do Sebrae Goiás. O processo de definição de estratégias operacionais do “Juntos Pelo Agro” está em pleno andamento, com a expectativa de iniciar os atendimentos já em fevereiro.

O coordenador ressalta que Tocantins, Bahia e Paraíba também estão elaborando estratégias para essa atuação em conjunto. “Um comitê nacional entre Sebrae e CNA/Senar foi constituído com objetivo de acompanhar a operação e identificar boas práticas. O Polo Sebrae Agro está operando em Goiás, mas participando do comitê nacional com foco na estruturação e disseminação de informações”, conclui.

Notícias Agrícolas

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?