Exportações globais de café crescem mais de 3%

Brasil impulsiona aumento dos embarques na América do Sul.

Tempo de leitura: 2 minutos

| Publicado em 24/01/2024 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de mercado

As exportações globais entre outubro e novembro de 2023 aumentaram 3,9%, para 17,7 milhões de sacas de 60 kg, em comparação com o mesmo período do ano-cafeeiro anterior (2023/24), segundo boletim da Organização Internacional do Café (OIC).

Só em novembro, os embarques mundiais atingiram 10,6 milhões de sacas de 60kg, crescimento de 4,2% em relação às 10,18 milhões de sacas comercializadas internacionalmente no mesmo mês de 2022. As altas são puxadas pelos cafés da América do Sul, maior região produtora do planeta.

Leia também:

O continente respondeu por um aumento de 24,7% na comparação entre novembro de 2023 e 2022, com um volume de 6,07 milhões de sacas de 60kg. Esse montante representou 57,3% do total das exportações mundiais no décimo primeiro mês do ano passado.

De acordo com a OIC, a fonte da forte alta é principalmente o Brasil, que viu suas exportações aumentarem 21,1%, para 4,34 milhões de sacas em novembro de 2023, de 3,58 milhões de sacas em novembro de 2022. O café robusta brasileiro deu impulso aos dados, pois apenas em novembro aumentou 850,2%, para 0,86 milhão de sacas.

As exportações de novembro de 2023 são as mais altas já registradas no Brasil para o café robusta, superando as 698.856 sacas exportadas em agosto de 2023, ocupando espaço do Vietnã.

Ainda conforme o Relatório da OIC, o desempenho das exportações dos blocos regionais, de todas as formas de café, durante o mês de novembro de 2023, comparado com o mesmo mês de 2022, demonstra que as vendas de café da África caíram 13,5%, para 1,01 milhão de sacas.

Os embarques também caíram na Ásia e Oceania, importantes regiões produtoras de café em nível mundial, com queda de 18%, ao atingirem 3,12 milhões de sacas. “A desaceleração deveu-se principalmente à Indonésia, cujas exportações caíram 45,2% de 890 mil sacas em novembro de 2022 para 490 mil sacas em novembro de 2023. As exportações de café do Vietnã, segundo maior produtor em nível mundial e maior produtor dessa região, também registraram queda de 7,7% no mesmo período comparativo”, informou o boletim da Organização.

No bloco do México e América Central, houve aumento de 15,7%, ao somarem 410 mil sacas. Guatemala, Honduras e México são as principais origens do crescimento das exportações da região em novembro de 2023, registrando altas de 114%, 29,7% e 11,8%, respectivamente.

Globo Rural

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?