Entenda o que é a Zona de Convergência do Atlântico Sul

Saiba ainda quando, onde ocorre e quais impactos desse fenômeno para a agricultura

Tempo de leitura: 2 minutos

| Publicado em 30/01/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de Mercado

Nos últimos meses, chuvas intensas vêm atingindo as regiões Norte, Centro-Oeste e Sudeste do Brasil.

Ainda em 2022, no final da primavera, a atuação da Zona de Convergência do Atlântico Sul foi responsável por volumes expressivos de chuva no Centro-Oeste, Sudeste e sul do Pará, do Tocantins e da Bahia.

Leia também:

Já em 2023, a formação do primeiro episódio de ZCAS ocorreu na noite do dia 4 de janeiro, provocando grandes acumulados de chuva no sul da Região Amazônica e em parte do Centro-Oeste e Sudeste. Entre novembro de 2022 e janeiro deste ano, cinco episódios do sistema foram identificados pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET).

Mas afinal, o que é a Zona de Convergência do Atlântico Sul, quais seus impactos e quando ela aparece?

O que é a ZCAS?

A Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) é um dos principais sistemas meteorológicos causadores de chuvas nas regiões Centro-Oeste e Sudeste entre o fim da primavera e o verão.

Definida como um corredor de nuvens que corta o Brasil, desde o sul da Região Amazônica até o Oceano Atlântico, passando pela faixa central do país, a ZCAS, eventualmente, também pode se deslocar para cima ou para baixo e atingir, também, os estados da Bahia e do Paraná. O sistema tem fácil identificação por meio de imagens de satélite devido à organização das nuvens.

O sistema é resultado do comportamento dos ventos em altos e baixos níveis da atmosfera com a formação de uma frente fria, de um centro de baixa pressão ou de uma área alongada de baixa pressão em superfície.

El Niño e La Niña

Fenômenos como o El Niño e a La Niña interferem na formação da Zona de Convergência do Atlântico Sul.

Eles podem dificultar ou favorecer a formação e atuação do sistema. De maneira geral, o El Niño pode atrapalhar a organização da ZCAS, enquanto a La Niña pode colaborar, como vem acontecendo recentemente.

El Niño em 2023? Veja quais são as chances de o fenômeno ocorrer

Entre os meses de novembro e fevereiro, os episódios de ZCAS se formam, com duração de quatro a dez dias em média. Esse corredor provoca grandes volumes nas regiões afetadas. Em algumas localidades, o total de chuva pode chegar a cem milímetros (mm), ou superar este valor, ao final de cada evento. Vale lembrar que também é possível observar os primeiros episódios do sistema já no mês de outubro.

Os volumes significativos de chuva abastecem alguns dos principais reservatórios do País e garantem uma reserva de água importante para o período seco do ano. Por outro lado, a chuva causada pela ZCAS também pode provocar desastres naturais, como alagamentos, deslizamentos de terra, cheias dos rios, entre outros.

Impacto na agricultura

Na agricultura, o volume de chuva decorrente da ZCAS é importante para o desenvolvimento e crescimento das culturas de primeira safra. Isto ocorre principalmente, nas regiões Centro-Oeste e Sudeste.

No entanto, dependendo do tempo de duração do episódio de ZCAS em uma mesma localidade e da sua intensidade, o sistema pode ocasionar um excedente hídrico e atrapalhar algumas atividades no campo.

Canal Rural

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?