Com movimentação de grãos em alta, portos do Paraná lideram exportação de soja em janeiro

Tempo de leitura: 2 minutos

| Publicado em 17/02/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de Mercado

Apenas em janeiro, 1.240.560 toneladas de granéis sólidos vegetais foram carregadas pelo Corredor Leste do Porto de Paranaguá (Correx), volume 12,88% maior que o registrado em janeiro de 2022 (1.099.044 toneladas). Apesar do milho ser o principal responsável pela alta, o volume de soja em grão embarcado pelo complexo se destaca no contexto nacional. Segundo dados do governo federal (ComexStat), o volume de exportação de soja colocou o porto paranaense como líder nacional no período.

Foram 346.881 toneladas de soja embarcadas pelos três berços preferenciais, volume inferior às 652.903 toneladas carregadas em janeiro de 2022, mas superior aos volumes movimentados nos portos de Rio Grande (263.365 toneladas), Salvador (71.396) e Vitória (56.180 toneladas).

Leia também:

Também foram 629.960 toneladas de milho carregadas no último mês de janeiro, volume 388% maior que o registrado nos mesmos 31 dias de 2022: 129.126 toneladas. Em janeiro deste ano também houve embarque de farelo do cereal: 59.525 toneladas. O produto não foi exportado pelo Correx em janeiro de 2022. De farelo de soja foram 207.194 toneladas neste ano. Em 2022, 317.015.

“A demanda do segmento dos granéis vegetais de exportação vem intensa desde o final de 2022. Neste ano, não tivemos nenhum período de ociosidade no embarque pelo Corredor Leste”, afirma o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

MODAIS – Desde 2016, o pátio de triagem do Porto de Paranaguá não recebia tantos caminhões em janeiro. Neste ano, foram 29.639 veículos que chegaram para descarregar soja, milho e farelo de soja nos terminais paraenses. O recorde para o mês na ocupação de vagas do local, registrado há sete anos, foi de 30.064 caminhões. O número de 2023 é quase 15% maior que o registrado em 2022, quando foram 25.819 transportadores recebidos.

“Apesar da quantidade maior de caminhões, a participação do modal rodoviário foi menor comparado a janeiro de 2022. Em contrapartida, o transporte por ferrovia teve alta”, afirma o diretor-presidente.

Em janeiro de 2022, cerca de 83,8% da movimentação de janeiro saiu pela rodovia e em janeiro deste ano foram 82,3%. A participação do modal ferroviário passou de 13,7% para 17,7%.

NOVA SAFRA – No Paraná, segundo dados da Secretaria de Estado de Agricultura e Abastecimento (Seab), nem 10% da área de soja plantada no Estado foi colhida. Apesar do produto ainda não estar chegando com intensidade, a tendência é que aumente já a partir do final deste mês. Nesta quarta-feira (15) dezenove navios já aguardam ao largo (no line-up), para receber 1.205.368 toneladas de soja. Outras seis embarcações estão para chegar nesta semana para mais 372.000 toneladas.

MANUTENÇÃO – Esses números foram alcançados mesmo com um berço a menos, devido à manutenção programada. A performance dos operadores foi suficiente para atender com tranquilidade e qualidade a demanda do último mês.

Desde o final do ano passado, os berços do Correx – 212,213 e 214 – passaram por parada de manutenção programada. No último berço do cronograma, o 214, um dos carregadores de navios (shiploader 6) passou por ajustes maiores que exigiram que o berço fosse paralisado no período.

“As manutenções que realizamos agora, de maneira bem minuciosa, além de ajustar os equipamentos, dão mais eficiência e segurança às operações por mais um ano de atividade e também reduzem as paradas corretivas ao longo do ano”, comenta Garcia.

Os ajustes estão, também, na organização do fluxo do transporte das cargas que chegam do Interior e de outros estados.

Notícias Agrícolas

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?