Publicidade

Café volta a subir em NY e Londres, mas mantém alerta no financeiro

Setembro/22 volta a se aproximar de 220 cents/lbp

Tempo de leitura: < 1 minuto

| Publicado em 29/07/2022 por:

Eng. Agrônoma especializada em Administração Agrícola e Comércio Exterior.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O mercado futuro do café arábica abriu as negociações desta sexta-feira (29) com valorização na Bolsa de Nova York (ICE Future US), após encerrar o último pregão sem grandes variações para os preços.

Por volta das 08h01 (horário de Brasília), setembro/22 tinha alta de 155 pontos, negociado por 219,95 cents/lbp, dezembro/22 tinha alta de 155 pontos, cotado por 216,15 cents/lbp, março/23 tinha alta de 185 pontos, cotado por 216,45 cents/lbp e março/23 tinha alta de 170 pontos, negociado por 211,55 cents/lbp.

Leia também:

Em Londres, o café conilon também voltou operar com valorização. Setembro/22 tinha alta de US$ 16 por tonelada, negociado por US$ 2031, novembro/22 tinha alta de US$ 13 por tonelada, negociado por US$ 2027, janeiro/23 tinha alta de US$ 10 por tonelada, valendo US$ 2001 e março/23 avançava US$ 9 por tonelada, negociado por US$ 1982.

O risco de uma recessão global continua no radar do mercado de café, mas acordo com analistas ouvidos pelo Notícias Agrícolas, no histórico de momentos de crise, é possível observar, no entanto, que o café passa por momentos assim com mudança no padrão do consumo, mas não em termos de volumes.

Operadores também seguem acompanhando a evolução safra brasileira, que vai se consolidando com quebra expressiva, mas até aqui com grande potencial para o café de qualidade.

Notícias Agrícolas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?