Tradings querem criar joint venture no Brasil para agilizar transporte de grãos

Tempo de leitura: < 1 minutos

| Publicado em 24/02/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de Mercado

SÃO PAULO (Reuters) – As tradings Archer Daniels Midland (ADM), Amaggi, Bunge, Cargill e Louis Dreyfus Company (LDC) entraram com um pedido de aprovação no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para criação de uma joint venture (JV) de transporte rodoviário com o intuito de facilitar o escoamento de grãos durante a safra brasileira, conforme nota conjunta divulgada nesta sexta-feira.

Após a aprovação, a companhia que será criada prestará serviços de transporte rodoviário autônomo para atender, principalmente estas cinco tradings participantes da JV.

Leia também:

Cada uma das tradings terá participação igualitária de 20% na nova empresa, cujo nome ainda não foi anunciado.

“O objetivo é oferecer mais agilidade e eficiência ao escoamento da produção agrícola nos picos de safra, quando os gargalos logísticos ficam mais evidentes em toda a cadeia”, disse o comunicado.

A nova empresa deve atender somente 3% do volume total de carga que as cinco companhias movimentam normalmente, principalmente de milho e soja, em todo o Brasil. Os outros 97% da demanda continuarão sendo atendidos pelas transportadoras parceiras e transportadores autônomos.

Ainda de acordo com o comunicado, as tradings contrataram uma consultoria especializada em logística, representada por Elvio Moro, para apoiar o desenvolvimento do modelo de negócios deste projeto.

(Reportagem de Ana Mano)

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?