Acesse

Veja as cotações dos mercados abaixo:

Veja as cotações dos mercados abaixo:

Produtores de cana-de-açúcar aprovam Plano Safra, mas questionam taxas de juros

A ORPLANA, que representa as associações de produtores de cana no Brasil, reforça a necessidade da equalização de juros.

Tempo de leitura: < 1 minuto

| Publicado em 29/06/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de mercado

“O agronegócio está em um momento de pujança e intensivo em capital. Neste contexto, a cana-de-açúcar e seus produtores utilizam muitos recursos para seus investimentos para fazer uma excelente safra de cana e o Brasil crescer. Por isso, que este crescimento de 26,8% no volume financeiro é bem-visto”, afirma Gustavo Rattes de Castro, presidente da ORPLANA, que participou do lançamento do Plano Safra 2023/24, realizado na terça-feira (27) em Brasília, em que o Governo Federal anunciou a liberação de R$ 364,2 bilhões para apoiar a produção agropecuária nacional de médios e grandes produtores rurais, um aumento de 26,8% em relação à edição 2022/23 do programa.

A organização ressalta a necessidade da equalização de juros, que impactam diretamente os produtores de cana. “Entendemos os esforços do Governo neste novo Plano Safra, mas a questão da equalização dos juros precisa melhorar. Ter linhas com taxas em dois dígitos pesa para o produtor”, reforça Castro.

As taxas de juros, inclusive, foram alvo de críticas do ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, que questionou fortemente a manutenção dos juros de 13,75% da taxa Selic, afirmando que está fora do contexto mundial e que prejudica o desenvolvimento do país.

Sustentabilidade

Além do volume financeiro maior, o Plano Safra 2023/24 também trouxe o incentivo à sustentabilidade, por meio da redução da taxa de juros a produtores que adotarem práticas de conservação e preservação do meio ambiente. “As entidades que compõem a ORPLANA serão beneficiadas com esta novidade, já que prioriza com rigor as práticas sustentáveis em todos os processos de produção”, afirma José Guilherme Nogueira, CEO da entidade, que conta com 32 associações localizadas no Sudeste, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, responde por mais de 700 mil hectares de cana plantada.

ORPLANA concorda que é possível aumentar a produção com foco na sustentabilidade, tanto que atua, investe e desenvolve projetos que trazem conhecimento e educação para que cada vez mais os produtores de cana do Brasil tenham a preservação e valorização da agricultura sustentável como pilares.

Jornal Cana

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?