Previsão do tempo da semana: temporais no Centro-Sul, calor no Nordeste e mudança no Norte

Confira como ficam as condições do tempo para todas as regiões brasileiras no período

Tempo de leitura: 2 minutos

| Publicado em 27/11/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de Mercado

Confira o que esperar do tempo em todas as regiões do Brasil na semana de 27 de novembro a 1º de dezembro.

Sul

Leia também:

A região começa a semana com temporais, que devem se manter volumosos até quarta-feira (29). O acumulado pode ultrapassar 100 mm em 48 horas, abrangendo desde o centro-norte do Rio Grande do Sul ao norte do Paraná, com risco de alagamentos e deslizamentos.

Essas chuvas, nos três estados, podem ser acompanhadas por queda de granizo e rajadas de vento acima de 70 km/h, potencialmente danificando estruturas e causando a queda de árvores.

Os temporais representam uma ameaça para lavouras de inverno remanescentes e as recém-semeadas em desenvolvimento.

Sudeste

A semana será chuvosa na região, com temperaturas subindo gradativamente nos próximos dias. A máxima em São Paulo deve atingir cerca de 30 ºC na quinta (30) e sexta-feira (31).

Ao longo dos próximos cinco dias, o acumulado de chuva pode chegar a 90 mm, contribuindo para a umidade do solo.

As chuvas serão menos volumosas na porção norte de Minas Gerais e no Espírito Santo, ficando em torno de 10 mm. Esse período chuvoso reduz o risco de incêndios e beneficia as lavouras em desenvolvimento, assim como a recuperação das pastagens.

Centro-Oeste

A semana será chuvosa nos três estados da região. A nebulosidade ajuda a aliviar o calor e contribui não apenas para a umidade do solo, mas também para amenizar o risco de incêndios.

O acumulado de chuva ao longo da semana varia de 40 a 100 mm em todas as áreas, favorecendo as lavouras de primeira safra e a recuperação das pastagens.

Essa condição deve reduzir o estresse térmico em granjas de aves e suínos, assim como para o gado bovino em confinamento.

Nordeste

O período será quente e seco em praticamente todos os estados. As temperaturas máximas ainda podem atingir 37 ºC/38 ºC no interior da região, agravando a situação de estiagem e aumentando o risco de incêndios.

A tendência é que as chuvas retornem a partir de sexta-feira, com um volume acumulado estimado entre 20 e 50 mm até a outra segunda-feira (3).

Isso ameniza a situação atual, contribuindo para a reposição de água no solo, mas mais chuvas serão necessárias para garantir uma boa umidade para os cultivos de primeira safra.

Norte

A semana será chuvosa em grande parte das áreas, com volumes que podem chegar a 100 mm no Amazonas, Acre, Rondônia e Amapá. Por outro lado, os volume devem variar de 20 a 30 mm no Pará, Tocantins e Roraima.

Essa mudança no tempo alivia as temperaturas elevadas e contribuem para a reposição de água no solo, para a elevação dos níveis dos rios e para a diminuição do risco de incêndios.

As pastagens devem ser beneficiadas com o período mais úmido, revertendo aos poucos o quadro de estiagem e seca.

Canal Rural

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?