PIB do agronegócio brasileiro registra queda de 4,22% em 2022

Pesquisadores do Cepea apontam que o principal motivo para a queda do PIB do setor foi o aumento expressivo dos custos com insumos

Tempo de leitura: < 1 minutos

| Publicado em 23/03/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de Mercado

De acordo com dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o PIB do agronegócio brasileiro registrou uma queda de 4,22% em 2022, após ter atingido sucessivos recordes em 2020 e 2021, tornando-se um dos melhores períodos da história recente do setor.

Os pesquisadores do Cepea apontam que o principal motivo para esse cenário é o aumento expressivo dos custos com insumos, tanto na agropecuária quanto nas agroindústrias, que afetou todo o setor.

Leia também:

Com isso, a participação do agronegócio no total do PIB brasileiro ficou em 24,8%, abaixo dos 26,6% registrados em 2021.

O segmento agrícola apresentou um recuo significativo de 6,39% no PIB, principalmente devido ao aumento dos custos de produção, como fertilizantes, defensivos, combustíveis e sementes.

Esses aumentos foram maiores do que o crescimento do faturamento, que teve uma elevação real de 6,44%.

Além disso, a redução da produção de culturas importantes, como a soja, também afetou o desempenho do PIB agrícola.

Já no ramo pecuário, houve um avanço de 2,11% no PIB em 2022, impulsionado pelos segmentos primário e de agrosserviços.

No segmento primário, houve um aumento no valor bruto da produção e uma redução nos custos com insumos, em relação ao patamar elevado de 2021.

Canal Rural

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?