Petróleo: Opep+ confirma corte de 1,66 milhão de barris por dia

Organização anunciou a redução da produção nesta segunda-feira (3)

Tempo de leitura: < 1 minutos

| Publicado em 06/04/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de Mercado

Alguns países da Opep+, que reúne a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e aliados, farão cortes adicionais voluntários em sua produção da commodity. A redução será de 1,66 milhão de barris por dia (bpd) até o fim deste ano.

Em comunicado divulgado após reunião ministerial, a Opep confirmou nesta segunda-feira (3) que alguns de seus integrantes reduzirão sua oferta em 1,16 milhão de bpd a partir de maio e até o fim de 2023, como já havia sido revelado no domingo (2). Do grupo, apenas a Arábia Saudita responderá por um corte de 500 mil bpd.

Leia também:

Outras reduções na produção de petróleo serão feitas por:

Iraque (211 mil bpd);
Emirados Árabes Unidos (144 mil bpd);
Kuwait (128 mil bpd);
Cazaquistão (78 mil bpd);
Argélia (48 mil bpd);
Omã (40 mil bpd); e
Gabão (8 mil bpd).

Opep fala em estabilidade do mercado de petróleo

Além disso, a Rússia, que integra a Opep+, estenderá o atual corte de 500 mil bpd em sua produção de petróleo até o fim de 2023. Assim, o país contará com a redução total na oferta a 1,66 milhão de bpd, detalhou a Opep.

Ainda no comunicado, a Opep afirma que a decisão é uma medida preventiva com o “objetivo de sustentar a estabilidade do mercado de petróleo”. A próxima reunião ministerial da Opep está marcada para 4 de junho.

Canal Rural

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?