Mudança de preço da Petrobras deve aumentar diferença de valor entre etanol e açúcar

As usinas brasileiras têm relativa flexibilidade para transferir a cana para a produção de açúcar ou etanol, dependendo do mercado.

Tempo de leitura: 2 minutos

| Publicado em 18/05/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de mercado

A mudança de preço dos combustíveis pela Petrobras provavelmente aumentará a diferença de cotações entre o etanol e o açúcar para o nível mais alto em 12 anos, disseram analistas e corretores na quarta-feira (17).

A mudança de política de preços da Petrobras anunciada na terça-feira (16), no entanto, não terá impacto na estratégia de produção dos produtores brasileiros de açúcar e etanol, que iniciam uma nova temporada, pois já planejam produzir o máximo de açúcar possível e, consequentemente, menos etanol, disseram os especialistas.

Leia também:

“As usinas já estão no máximo. Elas não podem ir além do máximo”, disse um corretor de açúcar dos EUA, referindo-se à intenção das usinas de usar o máximo de cana-de-açúcar deste ano para produzir açúcar, já que o preço do adoçante paira em torno dos níveis mais altos em 11 anos.

As usinas brasileiras têm relativa flexibilidade para transferir a cana para a produção de açúcar ou etanol, dependendo dos preços de mercado.

A corretora e fornecedora de serviços da cadeia de suprimentos Czarnikow disse na quarta-feira que a diferença entre os preços do açúcar e do etanol hidratado para as usinas brasileiras atingiu o equivalente a 11,34 centavos de dólar por libra, a maior desde 2011.

O novo sistema de preços da Petrobras elimina a chamada política de paridade de importação de combustível que alinhava mais os valores com o mercado de petróleo e a taxa de câmbio.

A Petrobras também disse que reduzirá os preços da gasolina em mais de 12% a partir de quarta-feira (17), o que reduzirá ainda mais os preços do etanol.

“É claro que esse corte reduzirá ainda mais a atratividade do etanol para as usinas, mas os preços da energia já estavam caindo, o que era esperado”, disse Willian Orzari, sócio da consultoria de açúcar e etanol FG/A.

Os contratos futuros de açúcar em Nova York perderam algum impulso após a notícia da Petrobras, embora os corretores divergissem sobre o motivo.

“Não teve impacto imediato nos preços do açúcar, já que a paridade do etanol permanece bem abaixo dos preços atuais do açúcar”, disse um corretor europeu.

O corretor dos EUA acredita que houve algum impacto, afirmando que uma parte dos especuladores que estavam sustentando o mercado na terça-feira decidiu vender posições após a notícia.

Forbes

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?