Café arábica sobe em recuperação técnica em Nova York

Cacau e açúcar também têm alta no início da sessão; algodão sofre queda.

Tempo de leitura: < 1 minutos

| Publicado em 31/01/2024 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de mercado

Depois de uma forte queda na segunda-feira (29), os contratos do café arábica operam em alta na bolsa de Nova York na manhã de terça (30). O vencimento para março sobe 1,4%, a US$ 1,919 por libra-peso.

Para Haroldo Bonfá, diretor da Pharos Consultoria, além da questão técnica, os preços caíram com prognósticos de clima favorável aos cafezais do Brasil. “O mercado está muito ‘climático’ nesse momento. Em janeiro, até o dia 24, as chuvas ficaram irregulares em algumas áreas. No entanto, para os próximos dias, a previsão é para volumes bem elevados, algo normal para essa época do ano”, diz.

Leia também:

Na avaliação de Bonfá, o clima ainda vai impactar os futuros do café em Nova York até março, já que ainda há muita incerteza sobre a safra brasileira, mesmo após as previsões divulgadas recentemente pela Conab.

“Nesse momento, o grão está em formação no cafezal. Com bom volume de chuva, intercalado com períodos de sol, ele vai crescer e no período da colheita gerar aumento da renda dos produtores. O contrário também se aplica em caso de um clima mais seco que o normal”, afirma Bonfá.

Os papéis para março do cacau avançam 0,72%, a US$ 4.766 por tonelada, e os do açúcar demerara tem alta de 0,3%, a 23,60 centavos de dólar por libra-peso.

Os lotes de algodão para março caem 0,14%, a 84,14 centavos de dólar por libra-peso.

Globo Rural

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?