Acesse

Baixo nível de rio pode afetar transporte de grãos

Mais da metade da soja produzida nos Estados Unidos é exportada, com a maior parte seguindo pelo rio Mississippi até o Golfo do México

Tempo de leitura: < 1 minuto

| Publicado em 09/08/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de Mercado

O baixo nível do rio Mississippi pode afetar o transporte de grãos nos Estados Unidos pelo segundo ano consecutivo.

Os níveis do rio nas cidades de St. Louis e Memphis estão entre 3 e 6 metros mais baixos do que em 2020 e 2019, em virtude da falta de chuva.

“Os solos ressecados têm absorvido a umidade em vez de deixá-la seguir para o rio, embora as chuvas recentes tenham ajudado”, disse Lisa Parker, porta-voz da Divisão do Vale do Mississippi do Corpo de Engenharia do Exército dos EUA.

Embora a neve em Minnesota tenha inundado o Mississippi quando derreteu rapidamente em abril, os anos de seca prevaleceram e impediram que barcaças transportassem mercadorias como soja, milho, produtos químicos e gás.

Mais da metade da soja produzida nos Estados Unidos é exportada, com a maior parte seguindo pelo rio Mississippi até o Golfo do México, segundo o diretor executivo da Coalizão de Transporte de Soja, Mike Steenhoek.

No ano passado, o baixo nível do rio durante o outono nos EUA causou prejuízo de US$ 20 bilhões, segundo estimativa da AccuWeather.

Isso ocorreu porque algumas barcaças encalharam, enquanto outras embarcações tiveram de reduzir o volume de carga, o que elevou os custos de transporte para agricultores.

O Corpo de Engenharia do Exército iniciou o monitoramento dos níveis do Mississippi, onde opera 16 dragas para manter o canal de água e os portos com profundidade suficiente para a passagem de embarcações.

Canal Rural

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?