Acesse

Veja as cotações dos mercados abaixo:

Veja as cotações dos mercados abaixo:

AGI, Opea e BNDES lançam FIDC para financiar armazenagem de grãos

Instrumento vai privilegiar agricultores de áreas com maior déficit de silos, como Norte e Nordeste.

Tempo de leitura: < 1 minuto

| Publicado em 25/01/2024 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de mercado

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a AGI (AG Growth International), companhia canadense de equipamentos para armazenagem de grãos, e a gestora de capitais Opea, estruturaram um Fundo de Investimentos em Direito Creditório (FIDC) de R$ 250 milhões para financiar a construção de silos por produtores e empresas no Brasil.

O fundo vai atender clientes da AGI para a compra de peças e estruturas de armazenagem. Vai privilegiar produtores que estão em áreas com maior déficit de armazéns, como o Norte e Nordeste do país, em especial o Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia). Nesses locais, os juros serão menores.

Os financiamentos terão prazos de até dez anos para pagamento, e carência de dois anos. Os juros serão compostos pelo CDI + 1,95% ao ano. Nas regiões com maior déficit de armazenagem, o custo pode chegar a CDI + 1,51% ao ano.

O BNDES será o cotista sênior do FIDC, com aporte de até R$ 175 milhões de recursos próprios. O diretor de Desenvolvimento Produtivo, Inovação e Comércio Exterior do banco, José Luis Gordon, disse que a participação no fundo faz parte da estratégia da instituição de apoiar a expansão da capacidade de armazenagem agrícola no país e de ampliar as opções de financiamento além das linhas do Plano Safra e de seus programas tradicionais.

Globo Rural

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?