Publicidade

Milho Balanço Mensal Agosto/21: queda no dólar e colheita da safrinha pressionaram os preços, mesmo com queda na produção

O mês de agosto foi marcado pelo ritmo acelerado da colheita do milho safrinha no Brasil, após uma serie de problemas na safra que afetaram os rendimentos e a qualidade do cereal e fizeram a produção cair 22 milhões de toneladas em relação a segunda safra de 2020. Mesmo assim, a queda no dólar e o aquecimento na oferta do grão pressionaram os preços que terminaram o mês marcando recuos de até 8% na B3. Confira também como os preços se comportaram no mercado externo:

Tempo de leitura: 5 minutos

| Publicado em 27/06/2022 por:

Eng. Agrônoma especializada em Administração Agrícola e Comércio Exterior.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O mês de agosto foi marcado pelo ritmo acelerado da colheita do milho safrinha no Brasil, após uma serie de problemas na safra que afetaram os rendimentos e a qualidade do cereal e fizeram a produção cair 22 milhões de toneladas em relação a segunda safra de 2020. Mesmo assim, a queda no dólar e o aquecimento na oferta do grão pressionaram os preços que terminaram o mês marcando recuos de até 8% na B3. Confira também como os preços se comportaram no mercado externo:

Você precisa ser um assinante para ler essa publicação.

ou

Conheça alguns dos nossos planos abaixo

Assine agora e usufrua dos benefícios.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?