Acesse

Veja as cotações dos mercados abaixo:

Veja as cotações dos mercados abaixo:

Fertilizantes: preços da ureia sobem na China e produtores ficam preocupados

A Associação de Fertilizantes Nitrogenados pediu às indústrias para que reduzam as exportações de ureia

Tempo de leitura: 2 minutos

| Publicado em 20/11/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de Mercado

Novidades foram anunciadas para o Porto de Paranaguá – PR. O porto receberá obras para o aumento do calado operacional dos navios em cinco berços, sendo eles o 201, 202, 204, 209 e 211.

As obras visam a ampliação da capacidade operacional do terminal, com benefícios de aumento do calado (profundidade entre ponto mais baixo da quilha de um navio até a linha d’água). A alteração permitirá aumentar de 12,5 m para 12,8 m o calado dos berços, permitindo que diferentes tipos e tamanhos de embarcações sejam recebidas para carregamento e descarregamento.

Cada metro de calado significa cerca de 7 mil toneladas a mais de produtos a granel movimentados, com um ganho operacional de 2,1 mil toneladas por navio. Se considerarmos 180 navios, o ganho anual pode ser de 378 mil toneladas. Apenas este ano, o Porto de Paranaguá já movimentou cerca de 3 milhões de toneladas.

Na China, a Associação de Fertilizantes Nitrogenados solicitou às empresas que restrinjam sua produção de fertilizantes ao abastecimento nacional e reduzam as vendas para exportação. Os pedidos vieram suplicar às empresas devido ao aumento fortíssimo do preço da ureia no mercado interno chinês. O aumento do preço do insumo impacta no poder de compra dos produtores e encarece os produtos oferecidos aos consumidores, gerando uma reação em cadeia.

Desde o final de maio de 2023 os contratos futuros de ureia na Bolsa de Mercadorias de Zhengzhou, na China, tiveram seus preços aumentados, impulsionados pela demanda indiana pelo insumo. Neste mês os preços subiram ainda mais. O contrato de janeiro foi negociado a 2.316 iuanes (R$ 1.569,35) por tonelada em 17 de novembro, próximo a um pico de dois anos atingido na semana passada.

A Indian Potash Limited (IPL) divulgou uma licitação para a compra de 350 mil a 400 mil toneladas de ureia, esperando que a China fosse um dos fornecedores do insumo.

Os produtores da Rússia também estão demandando mais fertilizantes. Em 2023 já foram adquiridas 4,5 milhões de toneladas em fertilizantes minerais, número maior em 1,5% ao ano anterior. O aumento da aplicação dos insumos é uma estratégia para aumentar o rendimento das culturas. O governo russo anualmente impõe cotas de exportação de fertilizantes às indústrias para que não falte produto no mercado interno; os preços máximos também são controlados.

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?