Publicidade

Trigo Argentina – Balanço Anual 2020: Clima seco levou o país a ter uma das piores safras dos últimos anos no ciclo 2020/21

Durante o ano, o mercado do trigo argentino foi beneficiado pelo bom ritmo de vendas em função da abertura de novos países compradores na última safra, passando a depender menos das importações do Brasil, refletindo na valorização das cotações em função da oferta limitada de trigo. Isso motivou os produtores aumentarem a área cultivada de trigo na safra 2020/21, mas os fatores climáticos de seca e algumas geadas que atuaram nas lavouras durante o cultivo, levaram a produção a uma redução expressiva, estimada atualmente em 16,8 milhões de toneladas, uma das piores safras dos últimos anos. Confira:

Tempo de leitura: 4 minutos

| Publicado em 26/06/2022 por:

Eng. Agrônoma especializada em Administração Agrícola e Comércio Exterior.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Durante o ano, o mercado do trigo argentino foi beneficiado pelo bom ritmo de vendas em função da abertura de novos países compradores na última safra, passando a depender menos das importações do Brasil, refletindo na valorização das cotações em função da oferta limitada de trigo. Isso motivou os produtores aumentarem a área cultivada de trigo na safra 2020/21, mas os fatores climáticos de seca e algumas geadas que atuaram nas lavouras durante o cultivo, levaram a produção a uma redução expressiva, estimada atualmente em 16,8 milhões de toneladas, uma das piores safras dos últimos anos. Confira:

Você precisa ser um assinante para ler essa publicação.

ou

Conheça alguns dos nossos planos abaixo

Assine agora e usufrua dos benefícios.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?