Acesse

Trigo Brasil: cortes nas estimativas produtivas dentro e fora do Brasil

Frente à toda esta adversidade climática, diversas consultorias estão reduzindo suas previsões para a nova safra, que agora está girando em torno de 7,80 milhões de toneladas.

Tempo de leitura: < 1 minuto

| Publicado em 07/06/2024 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de mercado

Nesta quinta-feira (06) tivemos a atualização da Balança Comercial brasileira para o mês de maio.

Segundo os dados da Secex, foram exportadas 55,033 mil toneladas de trigo e centeio não moídos, vindo abaixo do volume exportado em mesmo mês do ano anterior, quando totalizava 68,231 mil toneladas.

Quanto às importações, estas totalizaram 657,138 mil toneladas no mês, sendo 231% do volume importado em 2023, de 283,525 mil toneladas.

Falando agora do trigo brasileiro no campo, já comentei anteriormente que o início do plantio já teve início no país, porém com preocupações renovadas paras os estados do Rio Grande do Sul, Minas Gerais e São Paulo.

Frente à toda esta adversidade climática, diversas consultorias estão reduzindo suas previsões para a nova safra, que agora está girando em torno de 7,80 milhões de toneladas.

Lembramos que cortes também foram feitos no mercado externo, como é o caso da Rússia, que teve novamente sua produção reduzida.

Segundo a SovEcon, a safra de trigo está agora estimada em 80,7 milhões de toneladas, um corte de mais de 10 milhões de toneladas desde o início da temporada, quando eram previstas 94 milhões.

Com tal preocupação em torno na oferta, tivemos cotações do trigo atingindo máximas no mercado externo, e que acabaram refletindo aqui no Brasil.

Na quinta-feira (06), o mercado de lotes no Paraná teve uma variação diária de +2,9%, encerrando o dia negociado à R$ 1.531,21.

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?