Acesse

MINUTO DO MILHO: preocupação com a oferta dá suporte aos preços

Apoiando esse cenário altista, seguimos acompanhando os conflitos na Ucrânia. No momento, as incertezas estão voltadas para o corredor de grãos...

Tempo de leitura: 3 minutos

| Publicado em 10/10/2022 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de mercado

Os futuros do milho iniciam a semana com o pé direito lá na bolsa de Chicago. O contrato dezembro (ZCZ22) começou a sessão subindo +2,8%! Na bolsa Brasileira a situação é parecida, o vencimento novembro valorizava +0,64%, cotado a R$86,99.

A preocupação com a oferta do cereal é o principal suporte aos preços. Na última sexta-feira (07), foi confirmado sérios danos às lavouras da União Europeia, causados pela forte seca que atingiu a região. É esperado que a produção seja a menor em 15 anos! A safra é agora estimada em 55,5 milhões de toneladas, abaixo dos 58,8 milhões anteriormente previstos pelo USDA. A Hungria foi a região mais atingida e teve sua produção reduzida pela metade. Na França, o maior produtor de milho da União Europeia, é esperado o menor volume em 30 anos! Países como a Alemanha, Itália e Romênia também tiveram reduções significativas.

Apoiando esse cenário altista, seguimos acompanhando os conflitos na Ucrânia. No momento, as incertezas estão voltadas para o corredor de grãos e se ele irá permanecer aberto além do mês de novembro.

Nos EUA, a colheita segue atrasada e já é esperado pelo mercado um novo corte de produtividade para o cereal, além ainda de uma redução do estoque para 2022/23. Até o dia 02 de outubro a colheita totalizava apenas 20%. Nesta terça-feira (11), o USDA irá atualizar seus dados e iremos observar como progrediram os trabalhos norte-americanos na primeira semana do mês. Na Argentina, o plantio do milho já atingiu 14% do seu total, ainda 7,1 pontos percentuais abaixo da mesma época do ano anterior. Vale lembrar que para a safra 2022/23 é estimado uma redução de 200 mil hectares na área do milho, frente ao alto custo dos fertilizantes, o que levou muito produtores a optarem por plantar soja.

No mercado interno brasileiro as negociações seguem preguiçosas. Em Itapeva/SP a saca era vendida a R$82,00, em Unaí/MG a R$74,00 e em Sorriso/MT a R$70,00. A plantação do milho safra segue progredindo no Brasil e a comercialização da safrinha 2022 já atingiu 61,3% que, quando comparado com o ano passado, está 17,4 pontos percentuais abaixo do total negociado. Quanto as condições climáticas, para a semana a previsão aponta um bom volume de chuvas para a região Sul e tempo instável para o Sudeste e Centro-Oeste.

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?