Acesse

MINUTO DO MILHO: de olho na safra brasileira e na oferta global

Foi informado pela Comissão Europeia de que, a previsão para a colheita de milho, seria de apenas 55,5 milhões de toneladas, uma queda de -6,4% frente sua última estimativa.

Tempo de leitura: 2 minutos

| Publicado em 03/10/2022 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de mercado

Iniciando a semana com volatilidade, acompanhamos os futuros do milho se alternarem entre altas e baixas. Já na primeira sessão (03), o contrato dezembro em Chicago (ZCZ22), bateu uma máxima de US$ 6,87 e uma mínima de US$ 6,72 por bushel. Na Bolsa Brasileira, o cenário foi parecido e, pela manhã, os principais contratos atuavam em desvalorização e o vencimento novembro atingiu R$ 88,12.

Sexta-feira (30) foi divulgado o relatório trimestral do USDA, que informou um aumento de 11,5% dos estoques de milho dos EUA, ante a mesma época do ano anterior. Até o dia 1° de setembro, o volume somava 34,98 milhões de toneladas. Ainda naquele país, as inspeções de exportação semanais, alcançaram 661.658 toneladas, cerca de -41% abaixo do mesmo período em 2021, porém acima das 550.000 toneladas esperadas pelo mercado.

Pressionando um pouco mais os preços, a Ucrânia, atingiu o seu nível mais alto de exportação desde o início do conflito com a Rússia. No total do mês de setembro, foram embarcados 2,08 milhões de toneladas de milho e 1,75 milhão de toneladas de trigo.

Em contrapartida, também na última sexta-feira (30), na União Europeia, foi informado pela Comissão de que a previsão para a colheita de milho seria de apenas 55,5 milhões de toneladas, uma queda de -6,4% frente sua última estimativa. A região está passando por condições climáticas desfavoráveis, com uma seca histórica atingindo as plantações de milho. Até 26 de setembro, a França teve um progresso na colheita de 51%. Entre condições de lavouras boa/excelentes a soma era de apenas 41%.

No Brasil, as negociações no mercado interno estão lentas e os preços estáveis. O foco dos produtores está no plantio da safra de verão, que no país, já atingiu 36,9%, 3 p.p acima do mesmo período do ano anterior.

Até o momento, o contrato de milho vencimento dezembro em Chicago (ZCZ22), apresenta uma leve valorização de +0,09%, cotado a US$ 6,78 por bushel.

30.09.22
30.09.22
30.09.22

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?