Acesse

Veja as cotações dos mercados abaixo:

Veja as cotações dos mercados abaixo:

MINUTO DO MILHO: condições de lavouras nos EUA têm recuo, aponta USDA

O plantio do milho nos EUA chegou a 96% do total até o dia 4 de junho, um avanço de 4 pontos percentuais ante a semana anterior.

Tempo de leitura: 2 minutos

| Publicado em 06/06/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de mercado

No mercado externo, contamos com atualizações do USDA. Segundo o departamento, o plantio do milho nos EUA chegou a 96% do total até o dia 4 de junho, um avanço de 4 pontos percentuais ante a semana anterior. A média de quatro anos é de 91% dos trabalhos concluídos para o período, e no ano de 2022 o plantio estava em 93% do total.

Apenas 12% das lavouras se encontram em excelentes condições, estando 61% em boas condições, 23% em condições regulares, 3% ruins e 1% muito ruins. A emergência do milho no país soma 85% do total.

Após apontar a queda nas condições das lavouras, os futuros do cereal passaram a operam em alta lá na Bolsa de Chicago, abrindo a manhã dessa terça-feira (06) com uma valorização de +0,94% para o contrato julho. Apesar disso, ontem (05) a variação para o mesmo vencimento foi de -1,90%.

Quanto as inspeções semanais para exportação dos grãos, na semana encerrada no dia 01 de junho foram inspecionadas 1,180 milhão de toneladas de milho, volume levemente abaixo da semana anterior e dos de 1,458 milhão inspecionados em igual período de 2022.

No Brasil, a Conab divulga seu acompanhamento semanal das lavouras, apontando de 83,2% do total de milho verão já foi colhido. Os trabalhos já finalizaram em São Paulo, 99,5% em Minas Gerais, 99% no Paraná, 98% em Santa Catarina, 96,6% em Goiás, 95% no Rio Grande do Sul, 73% na Bahia, 40% no Maranhão e 38% no Piauí. No ano passado os trabalhos já somavam 86,7% do total.

Para o milho safrinha o ritmo segue lento no campo, com a colheita avançando para 0,7% do total, sendo que no ano passado o total concluído era de 3%.

No Mato Grosso do Sul, o Imea elevou a previsão da safra do milho para um recorde de 48,99 milhões de toneladas, representando uma alta de 11,74% ante ao ano anterior. A área semeada do cereal se manteve em 7,41 milhões de hectares, 3,78% a mais que na safra anterior.

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?