Acesse

Veja as cotações dos mercados abaixo:

Veja as cotações dos mercados abaixo:

MINUTO DO CAFÉ: exportações da Colômbia e Brasil estão negativas quando comparadas a 2022

Segundo os dados da Cecafé, até o dia 07 de fevereiro foram emitidos certificados de origem para um volume total de 602,549 mil sacas de café, tal número reflete uma redução nas exportações brasileiras de -16% quando comparado com o mesmo período no ano anterior.

Tempo de leitura: 2 minutos

| Publicado em 09/02/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de mercado

Após atingir o patamar de 180 cents/lp no último dia de janeiro, as cotações futuras do café arábica em Nova York contrato março voltam a cair, mas se mantendo em torno de 175 cents/lp. A volatilidade está girando em torno das preocupações de oferta e demanda.

A possibilidade de uma oferta mais restrita ganhou suporte após os dados da Colômbia, segundo maior produtor mundial de café arábica. De acordo com a Federação, a produção de café no mês de janeiro permaneceu estável quando comparada ao mesmo mês do ano anterior, com um volume de 868 mil sacas de 60kg.

Apesar dos números de janeiro, no ano corrido entre fevereiro-janeiro, a produção apresentou uma queda de -10%, caindo para um volume de 11,084 milhões de sacas.

Quanto as exportações de janeiro, essas apresentaram um recuo de -19%, uma queda de 197 mil sacas quando comparado a 2022. O volume total exportado ficou em apenas 835 mil sacas. Para o ano corrido, a variação foi levemente menor, de apenas -10%.

No Brasil, os preços da saca no mercado físico atuam em alta nas principais praças de negociação. Nesta última quarta-feira (08), a média da saca de arábica em Minas Gerais estava em R$1.112,00, variando +0,7% no dia. Para o Paraná, a média foi para R$1.092,50, uma variação de +1,4%.

Preços aquecidos no mercado interno, mas para as exportações a situação não é tão agradável. Segundo os dados da Cecafé, até o dia 07 de fevereiro foram emitidos certificados de origem para um volume total de 602,549 mil sacas de café, tal número reflete uma redução nas exportações brasileiras de -16% quando comparado com o mesmo período no ano anterior.

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?