Acesse

Veja as cotações dos mercados abaixo:

Veja as cotações dos mercados abaixo:

MINUTO DA SOJA: corte nas estimativas de produção e exportação no Brasil

Mesmo com aumento de 2,3% na área de plantio, as estimativas de produção caíram 3,4%, com um volume agora de 149,403 milhões de toneladas.

Tempo de leitura: 2 minutos

| Publicado em 08/02/2024 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de mercado

É claro que não podíamos começar diferente, a não ser pela atualização do 5° Levantamento de Safra 2023/24 pela Conab no Brasil.

Ao contrário do que muitos esperavam, a Conab trouxe um corte mais do que significativo para a cultura da soja.

Mesmo com aumento de 2,3% na área de plantio, as estimativas de produção caíram 3,4%, com um volume agora de 149,403 milhões de toneladas, diferença de quase 6 milhões de toneladas ante às estimativas anteriores!

O responsável pelo corte foi nada mais que a queda na produtividade para 3.314 kg/ha, consequência das ondas de calor e seca por todo o país, resultantes do fenômeno do El Niño.

A Companhia também informou que o plantio da soja 2023/24 está quase finalizado, tendo avançado para 99,4% da área total até o dia 05 de fevereiro. Quanto à colheita, esta foi para 14% das áreas cultivadas, estando 5,1 pontos percentuais a frente do registrado na última safra, resultado do encurtamento do ciclo da oleaginosa.

Ainda falando do Brasil, a Anec atualizou suas estimativas para as exportações da soja, apontando que em fevereiro o volume de embarques deverá girar em torno de 7,3 milhões de toneladas, queda de 3,3% ante a esse mesmo mês em 2023.

O principal responsável pela queda seria a atual desaceleração na demanda chinesa.

Indo agora para o mercado externo, os futuros da soja encerraram a sessão de quarta-feira (07) com leves recuos na bolsa de Chicago. O contrato março variou no dia -0,87% e o maio -0,89%.

Após tentativa de recuperação, as cotações foram novamente puxadas para baixo ante a rumores sobre cancelamento de compras da soja pela China, assim como chuvas favoráveis na Argentina, arrefecendo a seca e onda de calor.

Encerrando, as vendas semanais para exportação nos EUA continuam baixas. Entre os dias 26 de janeiro e 01 de fevereiro foram vendidas 340,800 mil toneladas de soja 2023/24, volume acima da semana anterior, porém ainda 24% menor que a média mensal. Os destinos foram China, México, Holanda, Bangladesh e Japão.

As vendas para 2024/25 totalizaram 9,200 mil toneladas, todas para o Japão.

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?