Acesse

Trigo Mercado Externo: trigo russo muito competitivo no mercado

A busca pelo trigo russo aumentou após a deterioração das lavouras, e corte nas estimativas de produção, que em conjunto com uma Ucrânia vendendo menos, contribuiu para o cenário.

Tempo de leitura: 2 minutos

| Publicado em 23/05/2024 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de mercado

A quarta-feira (22) foi de correção nos preços do trigo lá na bolsa de Chicago, que encerraram a sessão com leves recuos para os principais contratos de negociação, após passarem por um início de semana com fortes altas.

O contrato julho do trigo SRW variava -0,63% no dia, e o setembro -0,67%.

Na Euronext, os futuros continuaram subindo, com o contrato setembro variando +0,9% no dia, sendo cotado à US$ 281/t.

As altas do trigo ao redor do globo estão sendo apoiadas na preocupação com a oferta do cereal após condições climáticas adversas nos principais países produtores.

Após novo corte nas estimativas de produção na Rússia, o mercado passou por um momento de forte alta.

O que pode amenizar os ganhos do trigo em Chicago, são as novas previsões para uma exportação elevada na Rússia, onde o cereal está altamente competitivo.

Segundo a SovEcon, as exportações podem chegar a 4,1 milhões de toneladas, excedendo a média de 5 anos em mais de 1 milhão!

A busca pelo trigo russo aumentou após a deterioração das lavouras, e corte nas estimativas de produção, que em conjunto com uma Ucrânia vendendo menos, contribuiu para o cenário acima.

Até o dia 17 de maio, foram exportadas apenas 0,8 milhões de toneladas de trigo, uma queda de 29% no volume ante ao mesmo mês do ano anterior.

Lembramos que a Rússia está oferecendo um trigo muito mais barato que o Francês, uma diferença em mais de 20 dólares a tonelada.

Encerrando este boletim, temos a atualização das vendas semanais para exportação de grãos nos EUA.

Entre os dias 10 e 16 de maio foram vendidas 17,900 mil toneladas de trigo 2023/24, uma queda de 77% no volume ante a semana anterior.

As vendas foram para o Haiti, Vietnã, Tailandia, Filipinas e locais não revelados.

Para 2024/25 as vendas foram de 224,900 mil toneladas, destinadas para o México, Brasil, Panamá, Filipinas, Tailândia e locais não revelados.

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?