Acesse

Trigo Brasil: tímidos, preços nacionais começam sua escalada para acompanhar o mercado externo

Estamos acompanhando os preços do trigo valorizando de forma rápida e significativa por todo o globo, com as cotações apoiadas na preocupação com a oferta mundial do cereal.

Tempo de leitura: 2 minutos

| Publicado em 24/05/2024 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de mercado

Estamos acompanhando os preços do trigo valorizando de forma rápida e significativa por todo o globo, com as cotações apoiadas na preocupação com a oferta mundial do cereal.

No mercado externo, já mencionei várias vezes o corte nas estimativas de produção russas, onde o clima adverso está afetando negativamente as lavouras no campo.

As condições climáticas desfavoráveis se entendem também para outras áreas da Europa, como Ucrânia e França, assim como aqui nas Américas, com foco nos EUA e ao Sul da América do Sul.

Com os preços do trigo disparando especialmente na Argentina, principal origem para a importação brasileira, e aumento significativo nas importações, o cenário no mercado físico não poderia ser muito diferente.

Apesar das altas locais serem menos agressivas que na Argentina, já vemos variações semanais e mensais positivas em todas as praças de negociação.

No estado do Paraná, a média da saca de trigo está variando no mês +13,68%, e na semana +6,20%, o que levou a um valor negociado de R$ 74,20.

Para o Rio Grande do Sul, a variação mensal está em +4,73%, e a semanal em +2,51%, com a saca de trigo valendo R$ 64,87.

Já para Santa Catarina, o cereal variou +3,63% no mês, e +2,60% na semana, com a saca negociada a R$ 67,17.

O mercado de lotes também sentiu esse efeito altista, e no RS está com uma variação mensal de +10,7%, e semanal de +3,9%, sendo negociado à R$ 1.328,43.

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?