Acesse

Veja as cotações dos mercados abaixo:

Veja as cotações dos mercados abaixo:

MINUTO DO MILHO: tensões no Mar Negro retornam forte após o Natal

Nesta terça-feira (26) logo após o Natal, acompanhamos os futuros dos cereais operando com fortes altas na Bolsa de Chicago.

Tempo de leitura: 2 minutos

| Publicado em 27/12/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de mercado

Clima natalino?

Nesta terça-feira (26) logo após o Natal, acompanhamos os futuros dos cereais operando com fortes altas na Bolsa de Chicago. O contrato março do milho encerrou com uma variação de +1,52%, seguindo o caminho do trigo.

O movimento foi apoiado na renovação das tensões no Mar Negro, logo após um ataque ucraniano a um navio russo.

O “clima” da guerra não foi o único responsável pelas altas do milho.

As inspeções semanais para exportação nos EUA foram atualizadas pelo USDA, e na semana encerrada no dia 21 foram inspecionadas 1,081 milhão de toneladas de milho. O volume é positivo, vindo acima da semana anterior e das 922,142 mil toneladas inspecionadas em igual período do ano anterior.

Falando agora sobre o Brasil, temos atualização da Balança Comercial.

Segundo dados da Secex, até a 4° semana de dezembro foram exportadas 5,210 milhões de toneladas de milho não moído, representando 83,43% do volume total embarcado em todo esse mês de 2022.

Durante esses 16 dias úteis, a média diária de embarques foi de 325,652 mil toneladas.

No campo, a Conab atualizou que o plantio do milho 1° safra 2023/24 avançou para 75,5% do total, estando 10 pontos percentuais atrasado quando comparamos com a safra anterior.

Com Paraná, São Paulo e Santa Catarina finalizados, restam 3% de plantio em Minas Gerais, 14% no Rio Grande do Sul, 29% em Goiás, 34% na Bahia, 87% no Piauí e 88% no Maranhão.

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?