Acesse

Veja as cotações dos mercados abaixo:

Veja as cotações dos mercados abaixo:

MINUTO DO MILHO: futuros do cereal seguem em queda na Bolsa de Chicago acompanhando os movimentos do trigo

Também nos EUA, o USDA atualizou as vendas semanais para exportação de grãos no país.

Tempo de leitura: 2 minutos

| Publicado em 03/08/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de mercado

O Brasil está chamando atenção para a produção do etanol de milho. Durante o fórum SuperAgro acorrido em São Paulo, o governador do Mato Grosso, Mauro Mendes, ressaltou a importância da produção do etanol de milho e reafirmou o seu incentivo para tal, relembrando ainda que o estado é o maior produtor de etanol de milho no país, e que em 6 anos saiu de uma produção de 500 milhões de litros para 4 bilhões!

Também no Mato Grosso do Sul o incentivo chama atenção, principalmente após o Grupo Impasa anunciar na quarta-feira (02) um investimento de R$1,2 bilhão para a construção de mais uma unidade da indústria de etanol de milho no estado.

Ainda no país, a Deral divulgou o seu relatório semanal apontando que a colheita do milho safrinha chegou a 17% do total, um avanço de 7 pontos percentuais ante a semana anterior. As regiões em destaque são o Irati com 98% da área finalizada, seguindo por Guarapuava com 95%, União da Vitória com 80%, Pato Branco com 60%, Ponta Grossa 40%, Toledo 38%, Francesco Beltrão 35% e Cascavel 25%.

Segundo o departamento, 83% das lavouras se encontram em boas condições, 15% em condições médias e apenas 2% em condições ruins.

Indo para o mercado externo, acompanhamos os futuros do cereal operarem em fortes quedas na Bolsa de Chicago, acompanhando o seu parceiro trigo. A forte pressão não vem apenas das condições climáticas favoráveis para os próximos dias nos EUA, mas também devido a amenização dos temores envolvendo a oferta global e o Mar Negro.

Após o mercado digerir os recentes ataques russos, os futuros desses cereais voltaram a cair após sinais de que Moscou pretende retomar o acordo para exportação de grãos no Mar Negro. Além disso, as exportações de trigo russo seguem a todo o vapor!

De olho nesse cenário, o contrato setembro variou -1,77% na sessão dessa quarta-feira (02) na Bolsa de Chicago, caindo para US$488,20 por bushel.

Também nos EUA, o USDA atualizou as vendas semanais para exportação de grãos no país, que entre os dias 21 e 27 de julho somaram 107,500 mil toneladas, 66% abaixo da semana anterior. Os destinos foram o Japão, Egito, Jamaica, México e Nicarágua.

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?