Acesse

Veja as cotações dos mercados abaixo:

Veja as cotações dos mercados abaixo:

MINUTO DO CAFÉ: todos de olho na colheita de café no Brasil

As preocupações com o cenário macroeconômico seguem no radar, mas devemos ver a safra de café brasileiro ditar os preços mais fortemente nas próximas semanas.

Tempo de leitura: 2 minutos

| Publicado em 18/05/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de mercado

Com o início da colheita do café no Brasil, as coisas começam a ficar mais agitadas por aqui. Vamos começar falando dos dados da Balança Comercial preliminar do mês no país.

Segundo os dados da Secex, até a 2° semana de maio foram exportadas 67,030 mil toneladas de café não torrado, volume que representa 46% do total exportado no mesmo mês de 2022. Com 3 semanas ainda por vir, podemos voltar a ver os números de 2023 superarem 2022.

No campo, os trabalhos avançam. Em recente atualização do Cepea, o levantamento aponta que a colheita do café arábica chegou a 10% do total na região de Garça/SP e cerca de 5% na Mogiana e Matas de Minas. Para o noroeste do Paraná e Sul Mineiro, os trabalhos só foram a 2% do total. Quanto ao café robusta, já foram colhidos cerca de 30% da produção total em Rondônia e 12% no Espírito Santo.

Apesar do início da colheita, muitos cafeicultores me falaram que seguem firmes na decisão de seguram o seu grão no aguardo de melhores preços, com isso as negociações no mercado spot, apesar de existirem, seguem acontecendo em ritmo lento pelo país.

Os preços da saca de arábica tiveram novamente leve recuo nessa quarta-feira (17). Em Guaxupé/MG a variação diária foi de -0,5%, levando os preços para R$ 1.040,00. Na semana, a variação foi de -1,9%.

Quanto aos futuros do café, na Bolsa de Nova York as cotações do arábica seguem voláteis. Apesar de boa recuperação no dia 15, com o contrato julho (KCN3) variando +3,79%, os números voltam a recuar e encerram a sessão de quarta-feira (17) cotado a 189,85 cents/lp, uma leve queda diária de -0,26%.

As preocupações com o cenário macroeconômico seguem no radar, mas devemos ver a safra de café brasileiro ditar os preços mais fortemente nas próximas semanas. Ainda falam sobre a demanda global? Sim, isso ainda assombra o mercado, mas viajando pela Europa posso dizer que as filas para consumir o querido café estão apenas aumentando! Aguardamos as cenas dos próximos capítulos.

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?