Acesse

Veja as cotações dos mercados abaixo:

Veja as cotações dos mercados abaixo:

MINUTO DO CAFÉ: números do USDA para o Brasil

A produção de café 2023/24 foi estimada em 66,4 milhões de sacas de 60 kg, o que representa uma alta de 3,8 milhões de sacas ante a safra anterior.

Tempo de leitura: 2 minutos

| Publicado em 07/06/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de mercado

Hoje vamos começar com a atualização das estimativas do USDA para o nosso querido café!

Após esperar um bom tempo e números de outros países, chegou a vez do Brasil. A produção de café 2023/24 foi estimada em 66,4 milhões de sacas de 60 kg, o que representa uma alta de 3,8 milhões de sacas ante a safra anterior.

Para o café do tipo arábica, a produção esperada é de 44,7 milhões de sacas, o que representaria um incremento de 12% ante a safra anterior, movimento influenciado pelas boas condições climáticas no país.

Quanto ao café do tipo robusta, o USDA estima uma queda de 5% ante a safra anterior, levando assim a uma produção de 21,7 milhões de sacas devido ao clima desfavorável no estado do Espírito Santo. As exportações totais foram estimadas em 45,35 milhões de toneladas, 26% acima do volume exportado na temporada anterior.

Apesar dos números “altistas” para o maior produtor mundial de café, os futuros do café arábica na Bolsa de Nova York abrem a sessão dessa quarta-feira (07) operando no campo positivo, com uma variação de +1,85% e o contrato julho (KCN3) cotado a 185,98 cents/lp.

Um dos suportes para a alta vem dos estoques certificados na ICE, que caíram na semana para 573.500 sacas. O detalhe é que, segundo o meu colega Marcelo Fraga Moreira, 358.000 sacas desse café é hondurenho, um café entre 3 e 5 anos que já é considerado velho e não agrada aos compradores. Com isso, os estoques certificados são ainda mais baixos, não?

Falando mais um pouco sobre o Brasil, trago os números da Balança Comercial de maio, onde segundo os dados do Secex foram exportadas 141,085 mil toneladas de café não torrado, volume que quase alcança as exportações desse mesmo mês em 2022, as quais somaram 142,467 mil toneladas.

Os dados são importantes pois apontam o aumento no ritmo das exportações brasileiras, as quais são acompanhadas pelos negócios no mercado físico.

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?