Acesse

Veja as cotações dos mercados abaixo:

Veja as cotações dos mercados abaixo:

MINUTO DA SOJA: ocorrência de chuvas em importantes regiões produtoras no Brasil

No estado do Paraná, o plantio da soja foi a 93% do total, um dos avanços atuais mais bem sucedidos no país.

Tempo de leitura: 2 minutos

| Publicado em 23/11/2023 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de mercado

Nesta quinta-feira (23) não temos negociações na Bolsa de Chicago devido ao feriado de Thanksgiving nos EUA.

Após encerrar dois dias seguidos com valorização, os futuros da soja caem forte na quarta-feira (22), com o contrato janeiro variando -1,51% e o março -1,35%.

A pressão veio das novas precipitações para as principais regiões de soja no Brasil, que devem permanecer ao longo desta semana e por mais 7 dias, segundo previsões da NOAA.

Abaixo é possível observar a distribuição atualizada das chuvas no país, arrefecendo as secas principalmente no Centro-Oeste.

Os produtores brasileiros estão com dificuldades para finalizar o plantio da oleaginosa, que segue muito atrasado por todo o país. Além disso, várias áreas necessitam de replantio e a qualidade das lavouras já foi afetada, o que deve impactar diretamente na produção nacional do grão.

No Mato Grosso do Sul, a semeadura chegou a 84,8% da área prevista, quando nessa mesma época da safra anterior já estava com 92,5% dos trabalhos finalizados.

Segundo o Boletim Semanal da Famasul, o atraso no plantio da soja pode até mesmo impactar para a janela de plantio do milho 2° safra, aumentando assim os danos causados pelo fenômeno do El Niño.

No estado do Paraná, o plantio da soja foi a 93% do total, um dos avanços mais bem sucedidos do país, mas que ainda está 4 pontos percentuais atrasados quando comparado ao ano de 2021.

Mesmo com o avanço no plantio não tão afetado como nos demais estados, as condições de lavouras tiveram uma queda significativa. Em 2022, cerca de 93% das lavouras se encontravam em boas condições, e agora são apenas 87%, ficando 11% em médias condições e 2% como ruins.

Finalizando o boletim de hoje, a Anec informou um corte nas estimativas para a exportação do grão em novembro, devendo agora acumular 5 milhões de toneladas.

As estimativas para o farelo de soja são um volume de 2,2 milhões de toneladas, queda de 200 mil toneladas ante as estimativas da semana anterior.

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?