Acesse

Veja as cotações dos mercados abaixo:

Veja as cotações dos mercados abaixo:

MINUTO DA SOJA: humor após o anúncio do FED

Com uma origem mais cara devido as condições climáticas negativas que atingiram a commodity, a soja brasileira ficou menos competitiva.

Tempo de leitura: 2 minutos

| Publicado em 22/09/2022 por:

Engenheira Agrônoma | Analista de mercado

Nessa quarta-feira (21) acompanhamos o anúncio do FED para o aumento da taxa de juros americana. A fim de controlar a inflação, o aumento foi de 75bps, valor que era esperado pelo mercado. Mas o destaque foi para a declaração de que ainda haverá mais altas pela frente. As projeções são de elevação nas taxas de juros para 2023 e 2024, chegando até o final desse ano a 4,4%. No dia, o dólar atingiu uma máxima de R$ 5,19, uma alta de 0,8%.

Já no Brasil, frente a queda da inflação, o BC Brasileiro optou por manter a SELIC em 13,75%, comentando que essa condição irá permanecer por um bom tempo.

Na CBOT, a resposta dos preços foi a desvalorização, que ao final do dia apresentou uma queda de -1,18% para o contrato nov (ZSX22), encerrando a sessão cotado a US$ 14,61 por bushel. A pressão se deu por conta do início da colheita nos EUA e o temor pela economia global. Hoje (22), os futuros da soja iniciam o dia em alta, ajustando as perdas da sessão anterior.

É importante comentar que, apesar da pressão do anúncio do FED, nessa quinta-feira (22) ainda haverá a liberação dos dados de vendas semanais para exportação pelo USDA, informação que novamente irá movimentar o mercado.

Apesar desse cenário, a preocupação do Brasil, maior produtor mundial de soja, são as exportações para o gigante asiático. Em agosto, a China teve uma queda de -30,8% nas importações, importando do nosso país apenas 6,25 milhões de toneladas.

Com uma origem mais cara devido as condições climáticas negativas que atingiram a commodity, a soja brasileira ficou menos competitiva ante outras duas importantes origens, os EUA e a Argentina.

No mercado interno, os prêmios brasileiros fecharam a quarta-feira (21) em alta. Em São Paulo a saca estava sendo negociada a R$ 170,00 e em Guarapuava/PR a R$ 169,20.

Cotação da soja na B3 – 21/09
Cotação da soja na CBOT – 21/09

TAGS:

Acesse todos os nossos conteúdos

Publicidade

Publicidade

Seja um assinante e aproveite.

Últimas notícias

plugins premium WordPress

Acesse a sua conta

Ainda não é assinante?