Fermentação natural: textura e sabor do pão agradam paladar do brasileiro

  • 19/06/2019
  • 14
  • Categoria(s): Derivados de trigo |

Eleito na mesa dos brasileiros como o alimento mais presente nas dietas, o pão leva fama de ser uma “tentação irresistível”, especialmente quando se trata de enxugar alguns quilos na balança.  E já que a busca por um estilo de vida mais saudável tem tudo a ver com o  resgate da simplicidade no alimento,  dentre os tipos  de pães existentes, um que caiu no gosto popular é o fermentado naturalmente.

Recentemente, uma consultora do Sebrae do setor de panificação disse nas entrelinhas que a redescoberta do jeito antigo de fazer comida levou, por exemplo, à valorização da fermentação natural.

Segundo ela, os consumidores estariam cansados de produtos muitos elaborados e a desconfiança em relação à indústria de alimentos os instigou a voltar no tempo e no modo de produzir artesanalmente pães, iogurtes, queijos e outros produtos.

De olho nessa tendência de mercado é que restaurantes e panificadoras passaram a oferecer pães, massas e pizzas no cardápio, elaborados por meio desse processo artesanal.

Para uma sociedade acostumada à industrialização e ao consumo em massa, o tradicional jeito da “receita da vovó”  renasce com uma força visceral,  principalmente pela preocupação com a qualidade do que é consumido.  

“Livre de”

Desde 20018 ganhou maior visibilidade, mas a tendência ‘livre de’ já vem há algum tempo pegando carona no movimento de outras manias anteriores, em especial, a da mania livre de glúten. Sua popularidade continuará a se expandir devido à crescente conscientização sobre alergias e intolerâncias.

É vantagem aderir a essa opção?

Apesar de muita gente não abrir mão do pão, seja de qual variedade for: pão francês, tipo italiano, ciabatta, pão sírio, pão de forma. É fato: a procura por novas opções têm crescido e a inovação se faz cada vez mais necessária.

Com isso, investir neste novo “hit” da fermentação natural, que está nas rodas de conversas entre os “foodies”,  aquelas pessoas aficionadas por novidades gastronômicas, pode ser vantajoso.

Enfim,  água e farinha misturadas à ação de micro-organismos, podem ser uma aposta promissora para ampliar horizontes de seu negócio.  

Origem Milenar

Esse tipo de fermento, também conhecido como massa azeda, massa madre, sourdough ou levain, é bastante diferente dos tipos comuns fabricados com o biológico seco e o fresco. Ele é cultivado de forma artesanal e deixa o pão aromático, crocante e com uma textura macia diferenciada.

O fermento natural é uma cultura de micro-organismos presentes no ar e na farinha de trigo, também encontrados em frutos, plantas e grãos, com a adição de um lactobacilo. Esse processo é bastante antigo, utilizado na produção dos primeiros pães.

De acordo com os estudos realizados, o registro mais antigo sobre esse fermento é de 3.700 a.C., e sua origem provavelmente está ligada ao início da agricultura e do cultivo de grãos pelo homem. Foi somente nos últimos 150 anos que o fermento industrializado foi desenvolvido e logo passou a ser amplamente empregado na produção de pães.

Diferença na fermentação

Conheça as principais diferenças da fermentação natural para a fermentação tradicional, a partir delas, você decide enquanto consumidor que tipo de pão quer consumir daqui pra frente.

Maciez – Não há como comparar o pão tradicional ao pão feito com fermentação natural. Sua maciez é algo notável na composição dos pães de fermentação natural e isso faz toda a diferença.

Sabor – Os pães feitos com fermentação natural possuem sabor e textura incomparáveis em relação aos pães feitos com fermento tradicional. O sabor levemente azedo e o miolo macio fazem parte da experiência.

Fácil Digestão – Por se tratar de um processo natural, a digestão se torna facilitada com os pães de fermentação natural. O fermento possui lactobacilos que auxiliam na digestão e beneficiam a flora intestinal.

Vitaminas e Minerais – Os pães de fermentação natural possuem alta concentração de vitaminas e minerais e baixa utilização de conservantes, o que torna o pão mais nutritivo e de fácil digestão.

Menor índice glicêmico – Pães de fermentação natural possuem baixo índice glicêmico. O baixo índice auxilia o organismo a sentir menos fome e consequentemente, ajuda a perder peso.

Fonte: The Old Baker

Faça seu cadastro agora e acompanhe as análises de mercado de trigo, milho, soja, laranja, café, cana de açúcar, algodão, arroz e derivados. Você terá acesso gratuito por 7 dias. Após este período, poderá acessar ainda GRATUITAMENTE, nossas matérias abertas; agroindústria, logística, carnes, conjuntura de grãos e conjuntura econômica. É rápido e descomplicado. Um pé no campo e outro nos negócios. Basta clicar aqui.

 





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo