Um olhar mais apurado sobre a logística no agronegócio

  • 18/06/2019
  • 7
  • Categoria(s): Notícias Agrí­colas |

A peça-chave da logística no agronegócio está centrada no conhecimento estratégico. Conhecer as necessidades das empresas é tão importante quanto os desafios e oportunidades do setor agrícola e pecuário. Mas, se engana quem pensa que a logística se limita ao transporte de cargas. Ela vai além, muito além! Isto porque envolve todos os fluxos de mercadoria em todas as tarefas importantes no decorrer do processo de produção.

Também envolve o refluxo, como a série de atividades relativas aos suprimentos, às operações de suporte aos processos produtivos e às tarefas associadas à distribuição das mercadorias na fase de comercialização (armazenagem, transporte, modos de distribuição).

Sendo assim, para executar um projeto de logística no agronegócio, que possibilite às empresas atingir melhores resultados, sobretudo, com maior economia de recursos, é preciso ampliar os horizontes.

Afinal, fazer com que legumes, verduras, frutas, carnes e tantos outros produtos essenciais cheguem à mesa de milhares de famílias,  com agilidade e cuidado para que todas as suas propriedades sejam preservadas, é uma questão de “estratégia minuciosa”.

Pilares da Logística

Para ter um olhar estrategicamente mais eficiente e alcançar o sucesso do seu negócio,  é necessário levar em conta três pilares da logística: a logística de suprimentos, o apoio à produção agropecuária e a distribuição.

Quando essas três áreas, respectivamente,  atuam em sintonia, sob a regência de uma coordenação,  as empresas ganham com a otimização da gestão logística.  É como se a cadeia produtiva pudesse dar um salto gigantesco  no que se refere à qualidade dos produtos,  com ênfase em melhores resultados para o negócio a curto, médio e longo prazo.

A seguir, vamos conhecer o conceito de cada uma dessas importantes áreas.

Logística de suprimentos

A logística de suprimentos em uma cadeia produtiva agroindustrial cuida especialmente da forma como os insumos e os serviços fluem até as empresas e a forma como é realizado cada processo.

O principal objetivo da logística de suprimentos é reduzir os custos de produção e comercialização. As cargas que serão transportadas e os prazos exigidos pelas empresas agropecuárias dever ser levadas em conta para manter a produtividade em alta.

Os insumos utilizados no agronegócio configuram um elemento importantíssimo na formação dos custos de produção. Alguns deles, inclusive, apresentam preços de transporte mais altos que os preços de aquisição  - um exemplo é o calcário agrícola cujo valor de compra é relativamente baixo, mas seu transporte é, via de regra, mais caro, considerando o volume transportado e a distância percorrida.

Logística de apoio à produção agropecuária

Diante das exigências do mercado atual, o controle de estoque e a rotatividade de produtos são processos essenciais para permitir que as empresas aproveitem todas as oportunidades de negócio sem sofrerem prejuízos com a sobra ou a escassez de itens.

Esta logística procura movimentar somente as quantidades necessárias, sem formar estoques excessivos, pois quantidades muito avolumadas só representam mais capital de giro imobilizado. Em uma emergência, a baixa liquidez deles pode levar a empresa a recorrer a empréstimos para sanar o problema, por exemplo.

Uma vez obtida a produção, a logística se ocupará, sobretudo, da movimentação física dos produtos, como transporte interno, manuseio, armazenagem primária, estoques primários, entregas, estoques finais e controle.

Logística de distribuição

No agronegócio, as operações de transporte e entrega dos produtos estão sujeitas a necessidades muito específicas, tais como: perecibilidade dos alimentos e a fragilidade das embalagens.

Outro fator a destacar é a sazonalidade, ou melhor,  devido às condições climáticas, alguns produtos são colhidos somente uma vez a cada ano em certas regiões. Podem apresentar safra em alguns meses, mas não durante o ano todo. Nesses casos, o transporte precisa atender às particularidades desses produtos, evitando que ele perca sua validade, e realizar entregas pontuais.

Por isso, a logística de distribuição deve ser capaz de promover as condições ideais de armazenamento, com atenção para fatores como a temperatura dos ambientes, a umidade do ar e as embalagens utilizadas no manejo.

Dessa forma, contar com a parceria de transportadoras que ofereçam soluções específicas para os produtos agropecuários pode fazer toda a diferença na hora de realizar entregas com qualidade e dentro do prazo estabelecido.

Faça seu cadastro agora e acompanhe as análises de mercado de trigo, milho, soja, laranja, café, cana de açúcar, algodão, arroz e derivados. Você terá acesso gratuito por 7 dias. Após este período, poderá acessar ainda GRATUITAMENTE, nossas matérias abertas; agroindústria, logística, carnes, conjuntura de grãos e conjuntura econômica. É rápido e descomplicado. Um pé no campo e outro nos negócios. Basta clicar aqui.





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo