Mercado brasileiro de soja acompanha quedas do mercado externo

  • 30/04/2019
  • 6
  • Categoria(s): Mercado de soja |

A queda dos preços da soja no cenário internacional está impactando também os preços da oleaginosa no mercado brasileiro. A postura retraída do lado vendedor e a valorização do dólar... (Efetue o Login ou Cadastre-se para continuar lendo)

A queda dos preços da soja no cenário internacional está impactando também os preços da oleaginosa no mercado brasileiro. A postura retraída do lado vendedor e a valorização do dólar frente ao real não estão vencendo a força da pressão que a queda no mercado externo está exercendo.

O dólar fechou a segunda-feira (29) com 0,262% de valorização, cotado a R$3,9402. Na terça (30) a moeda norte-americana iniciou o dia fortalecida, operando em alta e alcançando os R$3,9524 ao meio dia.

Entre os dias 22 e 29 de abril, o Indicador Esalq/Cepea Paranaguá recuou 2,3%, indo de R$76,48/saca a R$74,69/saca. No mesmo comparativo, o Indicador Esalq/Cepea Paraná caiu também 2,3%, indo de R$71,83/saca a R$70,20/saca.

Em Adição, o enfraquecimento da demanda de soja pela China influencia as importações, que já reduziram 14,33% em 2019 comparado ao ano passado. Sem sinais de controle da febre suína africana nos rebanhos chineses, ainda é incerto qual será o real impacto em toda a cadeia da soja mundial.

TABELA AFNEWS DE PREÇOS DA SOJA NAS PRINCIPAIS REGIÕES PRODUTORAS

TABELA AFNEWS DE PREÇOS DA SOJA NA BM&F

SAFRA 2018/19

No Paraná, segundo o DERAL, a colheita da soja já está concluída, com queda de 17% com relação à produção estimada no início da safra, de 19,6 milhões de tons. Agora, a estimativa é de 16,2 milhões de tons. Essa redução deve-se principalmente ao excesso de calor e à falta de chuva no início do ciclo. A comercialização está em 44%, também inferior ao mesmo período do ano passado, quando atingiu 50%. Apesar da redução no Paraná, de maneira geral esta safra não foi significativamente afetada no Brasil, em razão dos bons resultados em outras regiões.