Mercado interno de milho segue pressionado e com queda nos preços

  • 29/04/2019
  • 5
  • Categoria(s): Mercado de milho |

A queda nos preços continua a ser um fato presente no mercado doméstico do milho. Os preços do grão estão pressionados pelo interesse do lado vendedor em liberar estoques nos armazéns, com exceção... (Efetue o Login ou Cadastre-se para continuar lendo)

A queda nos preços continua a ser um fato presente no mercado doméstico do milho. Os preços do grão estão pressionados pelo interesse do lado vendedor em liberar estoques nos armazéns, com exceção daqueles que têm boas condições de armazenagem, estes permanecem retraídos.

O lado comprador, por sua vez, ciente da perspectiva de oferta elevada nos próximos meses com a chegadas dos super resultados da segunda safra no mercado, pressionam o mercado.

No Paraná, segundo o DERAL, a colheita da 1ª safra de milho se aproxima do fim, com 96% das áreas colhidas, a produção obtida até o momento é de 3,038 milhões de tons. Para a segunda safra, o plantio já foi finalizado nas lavouras paranaenses e as projeções apontam para uma produção de 13,026 milhões de tons, volume este que, se confirmado, representa incremento de 42% em relação a 2018.

Por outro lado, as exportações brasileiras podem se beneficiar da valorização do dólar frente ao real, que fechou a sexta-feira (26) cotado a R$3,93. Segundo a Secex, até a 3ª semana de abril o Brasil exportou 335.100 tons de milho, ante 891.900 tons na mesma semana de março. No comparativo anual, todavia, o volume é superior ao exportado em igual período de abril/2018 em 220.200 tons.

TABELA AFNEWS DE PREÇOS DO MILHO NAS PRINCIPAIS REGIÕES PRODUTORAS

TABELA AFNEWS DE PREÇOS DO MILHO NA BM&F