Soja em queda na CBOT com risco de demanda chinesa se retrair ainda mais

  • 18/04/2019
  • 4
  • Categoria(s): Mercado de Soja |

O mercado aguarda novos sinais de progresso nas negociações comerciais entre os EUA e a China, o maior comprador global de soja, pois os preços já não reagem mais às especulações sobre... (Efetue o login ou cadastre-se para continuar lendo)

O mercado aguarda novos sinais de progresso nas negociações comerciais entre os EUA e a China, o maior comprador global de soja, pois os preços já não reagem mais às especulações sobre um possível acordo. Desde o início da guerra comercial em 2018, os embarques de soja dos EUA para a China despencaram e o mercado está ainda mais preocupado que a demanda chinesa por soja seja impactada negativamente pela epidemia de gripe que está atingindo granjas do país asiático.

Além disso, a grande safra de soja esperada na América do Sul, com a recuperação da Argentina após a campanha anterior afetada pela seca, projeta um panorama de árdua competição no mercado de exportação da oleaginosa.

O USDA informou as vendas semanais de soja dos EUA para exportação em 382.100 tons para 2018/2019, aumento de 41% em relação à semana anterior, mas caíram 46% em relação à média anterior de 4 semanas. Foram notificados aumentos para destinos desconhecidos (170.600 tons), Coreia do Sul (48.700 tons), Indonésia (46.600 tons), Japão (45.700 tons) e Colômbia (23.100 tons). As reduções foram para a Costa Rica (1.500 tons). Para 2019/2020, as vendas líquidas de 21.100 tons foram para o México (19.600 tons) e para a Indonésia (1.500 tons).

TABELA AFNEWS DE PREÇOS DA SOJA EM GRÃO, ÓLEO E FARELO NA CBOT

Veja Mais
Soja Brasil: Cotação do grão sinaliza desvalorização em algumas regiões
Contratos futuros da soja em Chicago apontaram queda na sessão desta terça-feira
Soja – Balanço Semanal: Contratos futuros na Bolsa de Chicago registram alta no encerramento da semana
Soja Brasil: Plantio no Rio Grande do Sul está próximo de ser concluído
Contratos da soja em Chicago encerram com desvalorização por conta das incertezas do acordo comercial

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar