Governo mantém previsão de crescimento de 1,5% da economia em 2022

  • 20/05/2022
  • 0
  • Categoria(s): Notí­cias Populares |

Economia Brasileira

Expectativa do Ministério da Economia projeta PIB de R$ 9,6 trilhões neste ano; previsão de alta para 2023 foi mantida em 2,5%

A Secretaria de Política Econômica, vinculada ao Ministério da Economia, manteve em 1,5% a previsão de crescimento da economia brasileira para 2022. No fim do ano passado, a pasta previa uma alta na casa de 2,1%.

Caso seja confirmada, a expectativa presente no Boletim Macrofiscal divulgado nesta quinta-feira (19) aponta para um PIB (produto interno bruto) — soma de todos os bens e serviços produzidos no país — de R$ 9,6 trilhões.

"A melhora no desempenho do PIB brasileiro tem ocorrido pela retomada no setor de serviços e ampliação dos investimentos, o que tem se refletido na robusta recuperação do mercado de trabalho", destaca o documento.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que os dados sobre o nível de atividade confirmam as expectativas do governo de que o Brasil continua em recuperação. "As previsões de crescimento do mercado estão sendo revistas e convergindo para a nossa expectativa de 1,5%. Ainda acho que podemos ter surpresas positivas ao longo do ano", disse o ministro, na abertura da entrevista sobre o boletim econômico.

A pasta cita ainda o atual nível da produção de bens de capital e a intenção de investimento, que está em patamar positivo e historicamente elevado, como fatores determinantes para o crescimento da economia neste ano, suficiente para reverter a restrição na produção e na importação imposta pela quebra das cadeias globais, gerada pelos reflexos da guerra entre Rússia e Ucrânia.

"Mesmo nesse contexto adverso, a atividade econômica brasileira mostrou-se positiva no primeiro trimestre de 2022 em vários ramos, em especial na indústria e nos serviços, confirmando o reaquecimento da atividade e a melhora no ambiente de negócios", diz a Secretaria de Política Econômica.

Mesmo com a manutenção, a projeção figura distante da projetada pelos analistas financeiros consultados semanalmente pelo BC (Banco Central). Segundo a última divulgação, apresentada no dia 2 de maio, o PIB deve crescer 0,7% neste ano. A aposta, no entanto, melhorou em todas as cinco semanas anteriores.

Para 2023, as projeções também foram mantidas e o governo espera por um avanço de 2,5% das riquezas nacionais. A perspectiva é a mesma também para os três anos seguintes, mas elas ainda podem ser revisadas nas próximas edições do documento.

O ministro também afirmou que o desempenho fiscal do Brasil é forte e melhor do que o registrado pelos demais países. "O Brasil está com desempenho fiscal muito forte e melhor do que todos os países lá de fora. A Federação brasileira se recupera, todos juntos", disse.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.

 

 

Fonte: R7

Veja Mais
Semana começa com risco de temporais em vários estados
Entenda como a economia brasileira vai crescer esse ano
Panificação. inverno na padaria: como aumentar as vendas durante a estação
Fretes do agronegócio estão entre os mais caros do país, aponta Fretebras
Importação de fertilizantes da Rússia continua crescendo

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo