Economia Brasileira: Taxa de desemprego recua para 13,7%

  • 01/10/2021
  • 0
  • Categoria(s): Notí­cias Populares |

Economia Brasileira

Puxada pela geração de empregos em geral, tanto formais quanto informais, a taxa de desemprego no Brasil caiu de 14,7% para 13,7% no trimestre encerrado em julho, na comparação com o trimestre anterior. Confira mais detalhes e veja também demais notícias que foram destaques na economia brasileira durante a semana:

Taxa de desemprego recua para 13,7%: Puxada pela geração de empregos em geral, tanto formais quanto informais, a taxa de desemprego no Brasil caiu de 14,7% para 13,7% no trimestre encerrado em julho, na comparação com o trimestre anterior. Segundo números do IBGE, foram gerados 3,102 milhões de postos de trabalho, com ou sem carteira assinada. A taxa de informalidade, no período, alcançou 40,8%. O país ainda registra 14,085 milhões de pessoas na fila do desemprego. De acordo com análise do IBGE, o surgimento de novos postos de trabalho ainda é insuficiente para repor as perdas trazidas pela pandemia.

Governo descarta horário de verão: Após uma série de pressões e novos estudos sobre o tema, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, descartou a retomada do horário de verão – programa extinto em 2019 pelo presidente Jair Bolsonaro. "Não se faz necessário no que diz respeito à economia de energia", disse o ministro, em entrevista após inauguração de térmica em São João da Barra, RJ. "Não foi renovado em 2019 e permanece da forma como está", completou.

Brasil cria 372 mil vagas formais em agosto: O mercado de trabalho gerou um total de 372.265 empregos formais em agosto, apontam dados do Ministério do Trabalho. Em julho, haviam sido abertas 303.276 vagas com carteira assinada. No acumulado do ano, o saldo é de 2,203 milhões de postos de trabalho. O resultado de agosto foi puxado pelo setor de serviços, com 180.660 novos postos, seguido pelo comércio, com 77.769. O salário médio de admissão caiu de R$ 1.817 em julho para R$ 1.792 em agosto, o menor valor dos últimos 12 meses.

Dívida pública cai para 82,7% do PIB: Dados do Banco Central apontam que a dívida pública brasileira voltou a desacelerar no mês passado, para R$ 6,849 trilhões – 82,7% do PIB, depois de atingir 83,1% do PIB em julho. No melhor momento da série, em dezembro de 2013, a dívida bruta estava em 51,5% do PIB. A Dívida Bruta do Governo Geral abrange o governo federal, os governos estaduais e municipais e as empresas estatais, e é uma das referências para avaliação, por parte das agências globais de classificação de risco, da capacidade de solvência do país.

Plano da OCDE deve facilitar adesão brasileira: De acordo com fontes ouvidas pela Reuters, o Brasil está mais perto do que nunca de ingressar no clube das nações ricas, a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico. Isso porque o país pode ser beneficiado por um processo em que o secretário-geral da organização, Mathias Cormann, tenta levar adiante ao mesmo tempo a adesão de todos os seis países que estão na fila. O plano é destravar o impasse das novas adesões, aceitando todos os postulantes – Argentina, Brasil, Bulgária, Croácia, Peru e Romênia – de uma vez só.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.

 

Fonte: Linkedin

 

Veja Mais
Black Friday se espalha por todos os setores da economia brasileira
Panificação: como utilizar a gestão de pessoas para construir equipes mais felizes e eficientes
PIB menor, inflação maior: Itaú revisa projeções para economia brasileira
Petróleo cai forte, pressiona as commodities e complexo soja tem 6ª feira de baixas em Chicago
Após 2 décadas, Brasil faz exportação experimental de leite para China

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo