Mercado de Grãos: Em 2020, Brasil não irá bater o recorde de vendas de soja em grão para a China

  • 08/12/2020
  • 0
  • Categoria(s): Mercado de Grãos |

Cotação da Soja

Entretanto, país ainda pode quebrar a marca de venda de soja para o mundo. Em dezembro, mais de 120 mil toneladas já foram exportadas. Veja quanto falta para o recorde!


Patrocinado

De janeiro a novembro de 2020, o Brasil exportou mais de 60,5 milhões de toneladas de soja em grãos para a China, o que representa um aumento de quase 10% ante o mesmo período de 2019. Entretanto, devido à falta da oleaginosa no Brasil, está descartada a possibilidade de se quebrar o recorde de vendas de soja para o país asiático, obtido em 2018. Entre janeiro e dezembro daquele ano foram vendidas 68,5 milhões de toneladas à China.

De fato, a falta de grãos de soja no Brasil tem diminuído os volumes de embarques para esse destino. Em novembro, os chineses adquiriram apenas 1,1 milhão de toneladas de soja brasileira, ou seja, 45% a menos que em outubro, que já havia recuado 40% ante setembro. A quantidade comercializada em novembro é a menor desde janeiro deste ano.n n

Confira abaixo a evolução mês a mês.

Lucro com a China

No acumulado de 2020, o Brasil arrecadou mais de US$ 28,4 bilhões com a venda de soja em grão para a China, 14,5% a mais que o obtido de janeiro a novembro de 2019. Já em 2018, ano dos recordes de exportações do Brasil, o valor arrecadado com a venda de soja para os chineses superou os US$ 31,4 bilhões.

Outros países

Além da China, que é a primeira disparada em compra de soja do Brasil no acumulado de 2020, na sequência aparecem os Países Baixos, com 3,2 milhões de toneladas; Espanha, com 2,8 milhões de toneladas; Tailândia, com 2,6 milhões de toneladas; Turquia, com 2,1 milhões de toneladas; e Paquistão, com 1,2 milhão de toneladas. Depois desses, todos os demais compram menos de 1 milhão de toneladas de soja do Brasil.

Brasil pode bater o recorde total em 2020?

Bom, de maneira geral, a grande pergunta é se o Brasil consegue ou não bater o recorde total de exportação de soja em 2020. De janeiro a novembro deste ano, o país vendeu um total de 82,7 milhões de toneladas para todo o mundo. Em 2018, o montante total até dezembro foi de 83,2 milhões de toneladas.

Ou seja, a diferença entre um ano e outro é de 492,8 mil toneladas. Algo que até parece factível de acontecer, não fosse a falta do grão relatada no país.

Segundo levantamento da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), o estoque de passagem de soja brasileiro pode ser inferior a 320 mil toneladas em 2020, o que limitaria vendas ainda maiores que as já realizadas.

Será que o país ainda tem soja para exportar? Isso não se sabe, mas, caso não atinja o recorde como todos já previram (incluindo entidades como Abiove e Anec e consultorias renomadas como Safras & Mercado e Agroconsult), o total embarcado em dezembro pode ser o menor desde 2014, quando se vendeu apenas 138,4 mil toneladas no mês. Veja a tabela abaixo!

Mas está difícil prever algo, já que nos primeiros quatro dias de dezembro o volume embarcado ao exterior chegou a 120,3 mil toneladas de soja, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) o que diminuiria a diferença para o recorde para 372,5 mil toneladas.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola. 
 

 

 

Fonte: Canal Rural

Veja Mais
Mercado de Grãos: nova variante de peste suína africana pode impactar os preços do milho
Mercado de Grãos: ABPA acredita que não vai faltar milho para produção de proteínas
Produção de Grãos: Conab revisa safra de soja do Brasil para baixo, puxado por Mato Grosso do Sul
Mercado de Grãos: Em 2020, Brasil não irá bater o recorde de vendas de soja em grão para a China
Mercado de Grãos: Anec aumenta expectativa para exportações de soja e milho em novembro

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo