Destaques da Economia (26 a 30/10): Dólar se aproxima dos R$ 5,80 com questões políticas no Brasil e segunda onda da Covid-19 na Europa e EUA

  • 30/10/2020
  • 0
  • Categoria(s): Notí­cias Populares |

Economia Brasileira

Os impasses nas questões políticas do Brasil vêm influenciando no mercado financeiro local que está em queda no momento, também intensificado pelas preocupações com a nova onda de contágio da Covid-19 na Europa e EUA. Por conta disso, o câmbio sofreu elevação de 3,05% em uma semana e o dólar já se aproxima novamente dos R$ 5,80. No mercado externo, alguns países europeus tiveram melhora nos seus indicadores financeiros do 3º trimestre, superando as expectativas. Confira:


Patrocinado

Economia Brasileira

Cotação do Dólar: No fechamento de quinta-feira (15), o preço do dólar registrou uma variação positiva diária em 0,03% sendo cotado a R$ 5,765. Na variação semanal, o indicador apresentou alta de 3,05% tendo em vista que a moeda americana estava cotada a R$ 5,594 há uma semana. Ás 9h25 de hoje (30), a cotação operava em R$ 5,769.

Vendas de imóveis batem novo recorde em agosto com alta de 64%: O mercado imobiliário bateu um novo recorde de vendas em agosto. Segundo dados da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), em todo o país foram vendidas 10.949 unidades, número que é 63,8% melhor do que o registrado em agosto de 2019 e representa o resultado mais positivo para o setor desde maio de 2014. Segundo cálculos da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), houve crescimento nas vendas tanto no segmento econômico quanto no de imóveis de médio e alto padrão.

Copom decide manter juros básicos em 2% ao ano: O Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, decidiu manter a taxa básica de juros da economia, a Selic, em 2% ao ano. Em comunicado, o órgão afirmou que, apesar da pressão inflacionária, mantém o diagnóstico de que o choque é temporário. A alta dos preços, segundo o Copom, segue compatível com o cumprimento da meta no "horizonte relevante para a política monetária". No início de outubro, a inflação subiu para 0,94%, a maior taxa para o período em 25 anos.

Estresse com a pandemia impacta o engajamento no trabalho: Um estudo feito por pesquisadores chineses revelou que quanto mais os profissionais pensavam sobre as mortes relacionadas ao COVID-19, mais ansiosos se sentiam e menos engajados ficavam com seus trabalhos. Mas a pesquisa também mostrou que os gestores têm um papel importante em amenizar ou piorar a situação. Aqueles que disseram contar com o apoio e atenção dos chefes diretos ao seu sofrimento emocional mostraram maior engajamento e menos ansiedade. Além disso, ter líderes que se esforçam para capacitar e desenvolver a carreira dos funcionários também contribuiu para um menor índice de estresse.

Agronegócio Brasileiro e Balança Comercial

Segundo dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior - Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços), disponibilizados na terça (13), na 4ª semana de Outubro de 2020, a balança comercial registrou superávit de US$ 1,579 bilhão e corrente de comércio de US$ 7,628 bilhões, resultado de exportações no valor de US$ 4,604 bilhões e importações de US$ 3,025 bilhões. No mês, as exportações somam US$ 14,3 bilhões e as importações, US$ 9,523 bilhões, com saldo positivo de US$ 4,777 bilhões e corrente de comércio de US$ 23,824 bilhões. No ano, as exportações totalizam US$ 170,824 bilhões e as importações, US$ 123,858 bilhões, com saldo positivo de US$ 46,966 bilhões e corrente de comércio de US$ 294,682 bilhões.

Nas exportações dos produtos agrícolas, a Secex informou que:

As exportações de café torrado contabilizaram um volume de 189,94 mil toneladas até a quarta semana de outubro. Somente na última semana, foram embarcados 61,20 mil tons. Nos dezesseis dias úteis de outubro a movimentação da média diária foi de 11,87 mil tons.

A soja em grãos obteve um volume 1,893 milhão de toneladas até a quarta semana de outubro. Entre os dias 19 a 23 de outubro foram embarcadas 296,00 mil tons. A média diária está em 118,3 mil tons.

Na exportação do milho, a Secex informou a movimentação de 4,312  milhões de toneladas até a quarta semana. Somente na última semana foram movimentados 1,378 milhão de tons, com média diária de 269,5 mil tons.

Economia Mundial

PIB da zona do euro sobe 12,7% no 3º trimestre, superando estimativas: O Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro cresceu 12,7% no terceiro trimestre de 2020 ante o segundo, de acordo com dados preliminares divulgados nesta sexta-feira (30) pela agência oficial de estatísticas da União Europeia, a Eurostat.

O resultado superou a expectativa de analistas consultados pelo jornal "The Wall Street Journal", que previam avanço de 9,4% no período.

Na comparação anual, o PIB do bloco sofreu contração de 4,3% entre julho e setembro, bem menor do que a queda de 7% projetada pelo mercado.

No segundo trimestre, o PIB da zona do euro teve retração de 11,8% ante os três meses anteriores, diante dos efeitos da pandemia do novo coronavírus.

Algumas das maiores economias do bloco do euro tiveram boa recuperação no terceiro trimestre, depois de um segundo trimestre de forte contração por conta do coronavírus, ajudando no resultado agregado.

Alemanha: Maior economia da união monetária europeia, a Alemanha viu o PIB crescer 8,2% no terceiro trimestre de 2020 ante o segundo, conforme dados preliminares com ajustes sazonais publicados pela Destatis, a agência de estatísticas do país.

O resultado também superou a expectativa de analistas consultados pelo "The Wall Street Journal", que previam avanço de 6,8% no período.

Na comparação anual, o PIB teve contração de 4,3% entre julho e setembro. Neste caso, o consenso do mercado era de queda de 5,7%.

A Destatis também revisou levemente o PIB alemão do segundo trimestre ante o primeiro, de retração de 9,7% para declínio de 9,8%.

França: A economia francesa também se recuperou no terceiro trimestre de 2020, após sofrer sua maior contração histórica no trimestre anterior em meio aos efeitos da pandemia do novo coronavírus.

Dados preliminares divulgados pelo Insee, o instituto de estatísticas francês, mostram que o PIB do país cresceu 18,2% no terceiro trimestre ante os três meses anteriores.

No segundo trimestre, a economia francesa encolheu em ritmo recorde de 13,7%, dado que foi revisado de queda de 13,8% originalmente.

Já na comparação anual, o PIB francês apresentou retração de 4,3% entre julho e setembro, informou o Insee.

Espanha: A Espanha cresceu 16,7% no terceiro trimestre de 2020 ante o segundo, de acordo com dados preliminares divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), superando a expectativa de analistas, que previam avanço de 13,5%.

Na comparação anual, o PIB da Espanha sofreu queda de 8,7% entre julho e setembro. Neste caso, a projeção era de retração de 15,2%.

No segundo trimestre, a economia espanhola sofreu contração de 17,8% ante os três meses anteriores, diante das medidas de confinamento adotadas para tentar conter a pandemia do novo coronavírus.

Itália: O PIB da Itália do terceiro trimestre avançou 16,1% em comparação com o segundo trimestre deste ano, segundo mostram dados preliminares divulgados pelo instituto de estatísticas do país, o Istat.

O resultado também surpreendeu analistas consultados pelos "The Wall Street Journal", que projetavam uma expansão de 10,6%.

Na comparação anual, o PIB italiano contraiu 4,7% ante o 3º trimestre de 2019, número que também superou as estimativas dos especialistas, de -10,2%. O acumulado de 2020 do índice agora apresenta queda de 8,2%.

O Istat também revisou os dados do segundo trimestre de 2020. O PIB da Itália contraiu 13% no período, ante uma primeira estimativa de queda de 12,4%.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola. 
 

Veja Mais
Destaques da Economia (16 a 20/11): Anvisa aprova medidas para acelerar registro de vacina, dólar acumula queda na semana
Economia: Dólar engata queda ante real com otimismo sobre vacina e BC no radar
Economia: EUA são deixados para trás após Ásia formar maior bloco comercial do mundo, diz Câmara de Comércio local
Fatores Climáticos: Confira a previsão do tempo para esta segunda e terça-feira
Fatores Climáticos: volume de chuva aumenta em parte do país neste fim de semana

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo