Economia: OCDE reduz previsão de queda do PIB global em 2020, de 6% para 4,5%

  • 16/09/2020
  • 1
  • Categoria(s): Notí­cias Populares |

Economia

As expectativas para a China, Estados Unidos e zona do euro melhoraram em relação à projeção anterior, mas os países mais pobres devem ter recuos maiores. Confira:


Patrocinado

A China e outras grandes economias sofrerão danos menores do que se imaginava com a pandemia do novo coronavírus, segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), mas a situação de emergência sanitária global terá um impacto maior nos países pobres.

A OCDE, que tem sede em Paris, previu nesta quarta-feira, 16, que o Produto Interno Bruto (PIB) global terá uma contração menor do que estimativa em junho, mas alertou que a recuperação deverá desacelerar a partir deste mês e continuar vulnerável a novos surtos de Covid-19. A entidade não espera que uma vacina contra a doença esteja amplamente disponível antes do fim do próximo ano.

“O ímpeto parece estar atingindo o platô e a confiança permanece fraca”, comentou Laurence Boone, economista-chefe da OCDE.

Em seu último relatório trimestral sobre a economia global, a OCDE agora espera que o PIB mundial sofra retração de 4,5% este ano. No documento anterior, a projeção era de queda de 6%.

No caso dos EUA, a previsão para 2020 melhorou de -7,3% em junho para -3,8%. Para a zona do euro, a estimativa foi de -9,1% para -7,9%. A revisão mais notável foi a da China, que passou de contração de 2,6% para crescimento de 1,8%.

A OCDE espera que os EUA recuperem as perdas deste ano em 2021, mas apenas se o Congresso americano fechar um novo acordo de estímulos fiscais com valor em torno de US$ 1,5 trilhão.

Por outro lado, países pobres deverão sofrer um golpe maior na produção do que se imaginava em junho, em função da continuidade da disseminação da Covid-19 e por disporem de menos recursos para proteger empregos e negócios.

A OCDE prevê que a Índia, por exemplo, registrará contração de 10,2% em 2020. Há três meses, a estimativa era de queda de 3,7%. A Índia ultrapassou o Brasil em número de casos de coronavírus, com quase 4,7 milhões de infecções no último sábado, 12, ficando atrás apenas dos EUA. A entidade também piorou sua estimativa para o PIB da África do Sul, de -7,5% para -11,5%.

Para 2021, a OCDE reduziu levemente sua expectativa de avanço da economia global, de 5,2% para 5%. No melhor dos cenários, com menos restrições ligadas à Covid-19 e uma vacina mais próxima de se tornar realidade, a entidade acredita que o PIB mundial poderá crescer 7% no próximo ano. Já em um quadro de medidas mais severas para conter a doença e de adiamento de uma vacina, o mundo cresceria apenas 2,5% em 2021, prevê a organização.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.

 

Fonte: Canal Rural

Veja Mais
Fatores Climáticos: previsão para o final de semana mostra tempo seco no Sul e parte do Centro-Oeste
Destaques da Economia (26 a 30/10): Dólar se aproxima dos R$ 5,80 com questões políticas no Brasil e segunda onda da Covid-19 na Europa e EUA
Economia: Dólar terminará 2020 acima dos R$ 6 ou na casa dos R$ 5? Veja análises
Fatores Climáticos: fim de semana terá chuvas do Norte ao Sul do país
Destaques da Economia (19 a 23/10): FMI estima uma contração do Produto Interno Bruto (PIB) da América Latina em 8,1% em 2020

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo