Arroz - Balanço Semanal: Cotação do arroz registra novo recorde histórico e bate mais de R$ 91/saca

  • 27/08/2020
  • 6
  • Categoria(s): Mercado de Arroz |

Cotação do Arroz

Apesar dos recorrentes aumentos nos preços do arroz em casca, as incertezas relacionadas ao comportamento do mercado preocupam a maioria dos compradores e vendedores, considerando-se o produto beneficiado. Os custos da matéria-prima têm sido repassados, aos poucos, na tentativa de garantir margem positiva. Na última semana, a valorização do arroz chegou a 12% e nesta quarta-feira (26), o indicador da Esalq/Senar-RS, registrou a saca acima dos R$ 91,00 - recorde histórico de preço, desde quando a instituição passou a registrar os indicadores. No Rio Grande do Sul, produtores começam a semeadura da safra 2020/2021. Confira:


Patrocinado

Arroz Brasil

O mercado do arroz segue apresentando alta nas cotações, especialmente por conta de uma demanda interna mais aquecida por parte dos consumidores, interesse nas exportações em virtude de um dólar elevado e até mesmo, pela alta da moeda americana, que mantém os custos do arroz importado bastante elevados, impedindo essas aquisições.

Segundo o boletim semanal da Conab, a forte demanda das indústrias de beneficiamento em busca de reposição de estoques e postura firme dos produtores em limitarem os volumes ofertados reflete em alta expressiva. Mais uma vez o preço semanal bateu o recorde de preço real da série histórica. Apesar das seguidas intensas elevações, a análise é que o preço perdeu referências nos atuais parâmetros do mercado orizícola. Entre os dias 18 a 25 de agosto, o Indicador do ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, com pagamento à vista, registrou expressiva alta de 12,1% em relação à semana anterior.

Atualmente, por se tratar de período de início de entressafra, o mercado ainda dispõe de quantidade satisfatória de arroz. Ademais, mesmo com o dólar elevado, as paridades calculadas ao produtor se encontram significativamente mais baixas do que os preços internos. Ou seja, a análise é que há uma intensa especulação no mercado orizícola e os preços perderam momentaneamente os parâmetros reais de mercado.

Logo, a expectativa é que a entrada de produto externo, do Mercosul e de fora do bloco, somada a projeção de forte arrefecimento das exportações brasileiras do grão resultem em retorno à normalidade dos preços ao longo dos próximos meses.

Produção de Arroz no Rio Grande do Sul Arroz

Nas regionais da Emater/RS-Ascar de Bagé e Porto Alegre, a sequência de dias ensolarados permitiu atividades de preparo de áreas para a próxima safra de arroz. Em Bagé, as várzeas destinadas ao cultivo estão sendo trabalhadas, com a atividade favorecida pela ausência de excesso de umidade.

Em Dom Pedrito, onde foram cultivados 36 mil hectares na safra passada, a água reservada para o próximo cultivo sustenta a demanda de apenas 22 mil hectares.

Em Rosário do Sul, estima-se que barragens estejam com 60% do volume máximo, dependendo de altos volumes de chuva para ser possível aumentar o plantio de arroz.

Já em Uruguaiana, produtores apontam que os reservatórios estão em volume máximo, não sendo um fator limitador para a próxima safra.

Na região de Porto Alegre, produtores preparam o solo para o próximo plantio, tanto no sistema cultivo mínimo como no convencional e pré-germinado. É também período de limpeza de valos e canais.

Em São Gabriel, na região da Campanha, já estão semeando arroz. O técnico orizícola Rogério Cantarelli, do 1º Núcleo de Assistência Técnica e Extensão Rural (Nate) do Instituto Rio Grandense do Arroz, informa que os trabalhos estão em andamento em uma propriedade da Localidade do Inhatinhum.

Outras cidades do Estado também já registraram áreas semeadas, como Santo Antônio da Patrulha e Alegrete. “Essas são semeaduras mais precoces. No caso de Santo Antônio da Patrulha, onde a semeadura é no sistema pré-germinado, vamos acompanhar o desenvolvimento da lavoura e o efeito destas baixas temperaturas. Já nas lavouras semeadas no seco em sistemas de plantio direto ou cultivo mínimo, a semente fica guardada no solo, mas não tem temperatura para iniciar o processo de germinação ainda. Só vai emergir daqui 20 ou 30 dias, dependendo das condições climáticas”, comenta o diretor técnico do Irga, Ivo Mello.

Mello, no entanto, antecipa um problema que pode afetar a próxima safra: a disponibilidade hídrica dos reservatórios. “Hoje, a situação é crítica. Na Fronteira Oeste, por exemplo, as informações que temos até o momento indicam disponibilidade de 70% em açudes e barramentos. E na Zona Sul, Campanha e Planície Costeira Interna, a média é de apenas 40% de disponibilidade. Se não chover um pouco acima do normal nos próximos 60 dias estamos estimando uma deficiência no Estado de, mais ou menos, uns 15%, considerando todas as fontes de água para irrigação (rios, lagos e reservatórios). Mas nossas equipes dos escritórios municipais ainda estão levantando com mais detalhes esses dados para oferecermos uma informação mais precisa”, acrescenta o diretor técnico do Irga.

Arroz Mercado Externo

Efeitos da severa seca no início do ano ainda refletem em menor oferta na Tailândia. Adicionado a este fato, valorizada moeda local, o Bath, tem dado sustentação aos preços tailandeses. Como resultado, o país tem perdido competitividade, com os altos valores internos, e a demanda de arroz tailandês vem sendo redirecionada principalmente para o Vietnã.

Expectativa de excelente safra nos EUA e Índia deve ainda intensificar mais a redução dos preços internacionais e dificultar ainda mais a manutenção da Tailândia como segundo maior país exportador.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola. 
 

Veja Mais
Arroz – Balanço Semanal: preço do arroz se estabiliza após seguidos meses de alta
Arroz – Balanço Semanal: Preço do arroz apresenta estabilidade, após registrar meses de consecutivos aumentos
Arroz – Balanço Mensal: Arroz operou acima dos R$ 100/saca durante todo o mês de setembro, média mensal subiu 32%
Arroz – Balanço Semanal: Distanciamento de compradores, provoca estabilização no preço do arroz
Arroz - Balanço Semanal: Preços seguem registrando recorde e semeadura começa no RS

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo