Arroz – Balanço Semanal: Preço do Arroz já subiu 16% em agosto em relação ao mês passado

  • 20/08/2020
  • 1
  • Categoria(s): Mercado de Arroz |

Cotação do Arroz

O mercado brasileiro de arroz segue apresentando forte alta, renovando os preços máximos praticados no Indicador Cepea/Esalq nos registros históricos do grão. A demanda firme e a oferta reduzida, segue fortalecendo as cotações elevadas, uma vez que os agentes já sinalizam que a comercialização da safra 2019/20 já atingiu 100% das vendas. A baixa relação de estoque/consumo também vem alancando os índices. Confira:


Patrocinado

Arroz Brasil

De acordo com as informações do Cepea/Esalq, na última semana, os preços do arroz em casca continuaram a registrar forte alta, renovando o recorde real da série do Centro de Estudos, iniciada em 2005. De 11 a 18 de agosto, o indicador para 58% grãos inteiros, com pagamento à vista, registrou expressiva alta de 8%, fechando a R$ 78,88/saca de 50 kg no dia 18, bem acima do até então patamar recorde real, atualizado para R$ 71,59/saca, que foi verificado em maio de 2008 (a série mensal do Cepea foi deflacionada pelo IGP-DI de julho/2020). Na parcial de agosto (até o dia 18), a elevação é de fortes 16%.

Conforme pesquisas do Cepea, a demanda firme e a oferta reduzida seguem impulsionando o preço do arroz em casca – agentes sinalizam já terem negociado todo o volume da temporada 2019/20. A baixa relação estoque/consumo prevista para os próximos meses e o final desta temporada preocupa, pois há ainda um bom período até a chegada mais efetiva de uma nova safra.

A análise semanal da Conab também apresentou que a intensa alta na semana no RS de 7,69%, fez os preços abaterem novamente o recorde de preços real da série histórica do arroz. Como já destacado em outras publicações, a partir do segundo semestre, o mercado orizícola brasileiro passou a ser balizado pelos fatores internos de oferta e demanda. Com o aumento do consumo e com a produção da Safra 2019/2020 abaixo da média histórica, nota-se um cenário ajustado de estoque.

Ademais, estima-se que as indústrias estejam operando com volumes de estoques menores do que o usualmente observado nos últimos anos, sendo que a maior parte do produto ainda não consumido da safra colhida no primeiro semestre esteja em posse de produtores bem capitalizados.

Corrobora o cenário de alta das cotações nacionais os intensos volumes exportados entre março e julho de 2020 pelo Brasil e pelos parceiros do Mercosul. Para o decorrer da entressafra, projeta-se uma forte reversão da balança comercial com a perda de competitividade do arroz brasileiro, consequência dos altos preços no sul do país, do câmbio valorizado e da perspectiva de arrefecimento dos preços internacionais.

Exportação de Arroz

Segundo dados do ComexStat para o mês de junho, o Brasil exportou 299 mil toneladas (base casca) com uma média de preço de US$483,57/t para arroz polido. Sobre as importações, o volume contabilizado no mesmo período foi de 48,4 mil toneladas, sendo o Paraguai o principal país fornecedor com 37,9 mil toneladas e um preço médio de comercialização de arroz polido de US$360,37/t. Com isso, a balança comercial do grão apresenta, no acumulado da Safra 2019/2020 (março/20 à julho/20), um superávit de 732,1 mil toneladas. Com a reversão projetada para os próximos meses no comportamento da balança comercial do arroz, projeta-se um superávit para o final da comercialização da Safra 2019/2020, entre março de 2020 e fevereiro de 2021, de 400 mil toneladas.

Arroz Mercado Externo

Nos EUA, com projeção de aumento de 18% da atual safra de verão, preços norte-americanos arrefecem em 6,98% da semana. Ademais, a estimativa é que os estoques de passagem mundiais continuem em expansão e que a relação estoque-consumo atinja o maior patamar desde a Safra 2000/01.

No sudeste asiático, as restrições no escoamento, em virtude da pandemia, nos principais países exportadores (Tailândia e Índia), ainda reflexo da pandemia, resultam em menor disponibilidade de produto para o atual período de entrada da safra de verão. Com isso, nota-se cotação do arroz com atípico ameno viés de alta para o atual período de sazonalidade negativa de preços no mercado tailandês.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola
 

 

 

Veja Mais
Arroz – Balanço Semanal: preço do arroz se estabiliza após seguidos meses de alta
Arroz – Balanço Semanal: Preço do arroz apresenta estabilidade, após registrar meses de consecutivos aumentos
Arroz – Balanço Mensal: Arroz operou acima dos R$ 100/saca durante todo o mês de setembro, média mensal subiu 32%
Arroz – Balanço Semanal: Distanciamento de compradores, provoca estabilização no preço do arroz
Arroz - Balanço Semanal: Preços seguem registrando recorde e semeadura começa no RS

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo