Fatores Climáticos: Chance de La Niña aumenta para 60%; confira os efeitos na previsão do tempo para a próxima safra

  • 14/08/2020
  • 3
  • Categoria(s): Notí­cias Populares |

Fatores Climáticos

Pacífico frio traz menos chuva ao inverno e primavera do Centro-Sul; no Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste, a regularização da precipitação pode demorar mais que o habitual. Veja mais:

O oceano Pacífico permanece sob resfriamento. Nas últimas semanas, a porção leste registrou desvio de temperatura de -2 °C. Já a região central do oceano, a mais estudada no que diz respeito aos fenômenos El Niño e La Niña, voltou a marcar temperaturas abaixo da média (-0,5° C), após um mês de julho com desvios mais próximos do normal.

Em sua última atualização, a Agência Americana de Meteorologia de Oceanografia (NOAA) indica que as simulações numéricas variam entre neutralidade e a efetiva formação do La Niña. Mas o órgão trabalha com maior hipótese de o fenômeno ocorrer na primavera de 2020 (60% de chance) e no verão de 2021 (55% de chance). Vale salientar que outras simulações não indicam desvios negativos de temperatura tão significativos ou duradouros, o que mantém a dúvida sobre a hipótese da formação de um fenômeno La Niña clássico.

De qualquer forma, a atmosfera já sente o resfriamento do Pacífico neste momento. O grande espaçamento entre as precipitações no Centro-Sul é um exemplo de que uma parte das frentes frias está se afastando para alto-mar, antes de avançar pela região. Naturalmente, como ainda não há um resfriamento intenso e duradouro, volta e meia a atmosfera retorna para seu padrão “normal”, com chuva mais intensa.

Foi o caso do fim de junho e início de julho, e será o caso desta segunda quinzena de agosto, quando há expectativa de chuva forte entre Paraná e Mato Grosso do Sul. Tudo leva a crer que a oscilação prosseguirá nos próximos meses no Centro-Sul.

Além disso, especificamente nas regiões Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste, a regularização da precipitação deverá demorar mais que o habitual. E, por fim, a tendência de um segundo semestre não tão quente como o observado no ano passado.

As ondas de frio com potencial para geadas ainda aparecerão, sobretudo no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, na segunda quinzena de agosto e início de setembro. Mas vão perder intensidade no decorrer da primavera, embora a próxima estação seja caracterizada por temperaturas mais baixas.

Previsão do Tempo – Região Sul

As chuvas não darão trégua para a região Sul nestes próximos dias. Nesta sexta os maiores acumulados devem acontecer no Rio Grande do Sul, na parte norte, pouco acima de Ibirubá, com mais de 40 mm. Aliás no estado só não chove no extremo sul. Em Santa Catarina há chance de chuvas na parte sul do estado divisa com os gaúchos e em toda a parte leste do estado. No Paraná as chuvas ficam restritas a parte leste do estado, sem grandes acumulados.

No sábado, a situação muda e o Paraná deve receber temporais em uma faixa na parte central do estado que afeta, Cascavel, Cafelândia, Guarapuava, Ivaí, Irati e Curitiba. Os acumulados podem passar dos 70 mm acumulados em cada um destes municípios. As chuvas também se espalham por toda Santa Catarina, com chance de maiores transtornos na parte sudeste do estado, abaixo de Lages. O Rio Grande do Sul segue com chuvas fortes na parte norte do estado, enquanto o sul segue seco.

Segundo a meteorologia, no domingo as chuvas devem dar um alívio para os gaúchos e boa parte de Santa Catarina, já que lá só chove na parte norte e nordeste do estado. No Paraná, no entanto as chuvas serão generalizadas e com volumes bastante grandes em todo o estado. A parte norte do estado, divisa com São Paulo e Mato Grosso do Sul deve receber verdadeiros temporais com mais de 60 mm acumulados.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.

 

Fonte: Canal Rural.

 

Veja Mais
Fatores Climáticos: fim de semana terá chuvas do Norte ao Sul do país
Destaques da Economia (19 a 23/10): FMI estima uma contração do Produto Interno Bruto (PIB) da América Latina em 8,1% em 2020
Agronegócio Brasileiro: Morre Mário Lanznaster, presidente da Aurora Alimentos
Destaques da Economia (12 a 16/10): Caixa Econômica reduz a TR dos juros do financiamento imobiliário
Panificação: Dia do pão será comemorado em 16 de outubro, conheça um pouco da história do produto no Brasil

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo