Destaques da Economia (10 a 14/08): Balanços positivos, fazem a Ibovespa operar com otimismo, mas dólar sobe

  • 14/08/2020
  • 1
  • Categoria(s): Notí­cias Populares |

Economia Brasileira

A cotação do dólar opera em alta nesta sexta-feira (14), mesmo com os indicadores da Bovespa apresentando valorização em virtude da divulgação dos resultados dos balanços do segundo trimestre. No agronegócio, milho e café contabilizam aumento nos volumes exportados, enquanto que o complexo da soja sofreu retração. No exterior, uma nova tensão entre EUA e China preocupa investidores. Confira:


Patrocinado

Economia Brasileira

Cotação do Dólar: No fechamento de quinta-feira (13), o preço do dólar registrou uma variação de queda em 1,56% sendo cotado a R$ 5,3675. Na variação semanal, o indicador apresentou aumento de 0,46% tendo em vista que a moeda americana estava cotada a R$ 5,3436 a uma semana. Hoje (14), por volta das 14h15 da tarde, o dólar operava em alta a R$ 5,4171.

Índices da Bovespa: Ibovespa sobe em dia de balanços positivos - O Ibovespa negocia aos 101.550 pontos, com alta de 1,1%, na contramão dos mercados internacionais. Também reflete no humor do mercado a leitura positiva da melhora da popularidade do presidente Jair Bolsonaro, o avanço que é sustentado pelo auxílio emergencial, mesmo que isso signifique maior risco às contas públicas.

Governo planeja empresas com 50% dos contratos por hora: Para afrouxar as regras de contratação de trabalhadores, o governo prevê que até metade dos empregados de empresas privadas sejam pagos por hora trabalhada em vez de salário mensal. Essa modalidade de contratação deve ser a base da proposta da carteira verde e amarela. O objetivo da iniciativa é incentivar a criação de empregos. O projeto prevê uma implantação gradual: no primeiro ano, as empresas poderiam ter 10% dos empregados contratados pelo regime de pagamento por hora trabalhada. No segundo ano, 20% e, no terceiro, 30%. Segundo especialistas, a medida pode criar empregos, mas causar a demissão dos trabalhadores atuais – já que os outros seriam mais baratos.

Tecnologia e saúde vão liderar ofertas de empregos: Dados do Bureau of Labor dos Estados Unidos compilados pela Business Insider apontam quais serão as novas tendências de trabalho por conta do novo panorama mundial. No topo da lista, aparecem postos de trabalho nos setores de saúde e tecnologia, com enfermagem em primeiro lugar – os dados indicam que entre 2018 e 2028, mais de 370 mil vagas de enfermagem serão abertas nos EUA. Desenvolvedores de aplicativos, com mais de 241 mil vagas abrindo até 2028, e gerentes operacionais, com mais de 15 mil vagas previstas, também figuram nas primeiras posições do estudo.

Agronegócio Brasileiro e Balança Comercial

Na 1ª semana de Agosto de 2020, a balança comercial registrou superávit de US$ 2,095 bilhões e corrente de comércio de US$ 7,596 bilhões, resultado de exportações no valor de US$ 4,845 bilhões e importações de US$ 2,751 bilhões. No ano, as exportações totalizam US$ 125,737 bilhões e as importações, US$ 93,657 bilhões, com saldo positivo de US$ 32,08 bilhões e corrente de comércio de US$ 219,395 bilhões.

Nas exportações dos produtos agrícolas, a Secex informou que:

As exportações de café torrado contabilizaram um volume de 64,806 mil toneladas na primeira semana de agosto, com aumento de 403% comparado a igual período do mês anterior. A média diária de embarques registrados na semana foi de 12,96 mil tons.

A soja em grãos obteve um volume 1,593 milhão de toneladas nos primeiros cinco dias úteis, com retração de 18,04% na variação mensal. A média diária contabilizada ficou em 318,6 mil tons entre os dias 03 a 07 de agosto.

Na exportação do milho, a Secex informou a movimentação de 2,042 milhões de toneladas, com acréscimo de 1,755 milhão de tons diante do volume contabilizado há um mês. A media diária embarcada ficou em 408,4 mil tons.

Economia Mundial

Troca de acusações entre EUA e China: Com fechamento de consulados, ameaças de retaliações e ataques a empresas, aumenta a incerteza sobre a recuperação econômica. A manobra é manjada: quando a popularidade está em baixa, escolhe-se um inimigo externo e se cria um ambiente de tensão e guerra. Relembre. Argentina e Inglaterra se aproveitaram da mesma batalha pelas Malvinas, que serviu tanto para desviar a atenção do desastre econômico portenho quanto para alavancar a popularidade da primeira-ministra britânica Margareth Thatcher – que se reelegeu. O americano Lyndon Baines Johnson, contra a ascensão comunista, reconquistou apoio do eleitor quando deu impulso à Guerra do Vietnã, em 1964. George W. Bush no Iraque, Vladmir Putin na Criméia… Com as mesmas características, a história costuma se repetir.

Embora um conflito militar seja improvável, a velha cartilha foi adotada pelo presidente americano Donald Trump na relação com a China, às vésperas das eleições nos Estados Unidos, em que perde terreno para o democrata Joe Biden. O mais recente capítulo contrasta com a própria democracia. Sem provas, Trump anunciou que irá proibir a rede social chinesa TikTok no país, afirmando que a plataforma pode estar a serviço de espionagem por parte do setor de inteligência chinês. “A política externa americana deverá ser abruptamente alterada se Biden vencer, voltando a um paradigma conciliatório”, disse o especialista em direito internacional Acácio Miranda, do Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP/DF).

A ofensiva contra o TikTok ocorreu duas semanas depois de Trump mandar fechar o consulado chinês em Houston, no Texas. O governo de Pequim classificou a ofensiva como um “movimento hostil sem precedentes”. Em retaliação, a representação da Casa Branca em Chengdu também foi fechada, sob ordem do ministro das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin. Os dois lados afirmam ser vítimas de espionagem e de conspiração no campo da tecnologia. “A decisão do governo americano representa um basta à ação dos chineses de tentar roubar dos Estados Unidos os segredos sobre o desenvolvimento de uma vacina contra a Covid-19”, disse, em entrevista coletiva, o secretário de Estado americano, Mike Pompeu (Isto É).

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.

 

Veja Mais
Fatores Climáticos: fim de semana terá chuvas do Norte ao Sul do país
Destaques da Economia (19 a 23/10): FMI estima uma contração do Produto Interno Bruto (PIB) da América Latina em 8,1% em 2020
Agronegócio Brasileiro: Morre Mário Lanznaster, presidente da Aurora Alimentos
Destaques da Economia (12 a 16/10): Caixa Econômica reduz a TR dos juros do financiamento imobiliário
Panificação: Dia do pão será comemorado em 16 de outubro, conheça um pouco da história do produto no Brasil

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo