Arroz Balanço Semanal: Alta volatilidade no dólar pede que produtores de arroz operem com cautela

  • 23/06/2020
  • 1
  • Categoria(s): Mercado de Arroz |

Cotação do Arroz

O primeiro semestre de 2020 foi de muito otimismo para os produtores brasileiros de arroz, que aproveitaram a alta do dólar e boa demanda do mercado interno e externo, para realizarem grandes volumes de negociações a preços mais rentáveis. Esse cenário, porém, ainda é incerto para o segundo semestre, diante da volatilidade da moeda-americana, fator que pede cautela dos vendedores. Confira os destaques e cotações do cereal na última semana:

Mercado do Arroz Brasil

Desde o início das negociações da safra 2019/20 de arroz, a paridade de importação e exportação tem sido o principal balizador nas negociações do mercado.

No primeiro semestre do ano atual, a cotação do arroz acumulou uma forte alta, fortalecida principalmente pela valorização do dólar ante ao real. No entanto, para os analistas, a medida que a moeda americana se desvalorize, fator sinalizado já no mês de maio, os preços poderão tender a uma estabilidade ou recuo para o segundo semestre.

Se realmente o dólar voltar a patamares menos elevados, o produtor de arroz brasileiro, terá preços mais sustentados pelos fatores internos do mercado nacional.

Na última semana, a cotação do arroz operou maior parte dentro da estabilidade, mas fechou o período de 15 a 19 de junho com alta para as regiões de São Paulo, Paraná e Santa Catarina. Somente o Rio Grande do Sul, é que contabilizou uma perda de 0,66% entre uma sexta-feira e outra, com a saca sendo cotada a R$ 61,36.

Já nas cotações do Cepea/Esalq, os preços avançaram em 1,56% na variação semanal e obtiveram ganhos de 0,39% na média da semana, que fechou valendo R$ 61,65/saca. O maior preço registrado, foi o do dia 19/06 a R$ 61,88/saca.

Nas provisões de oferta, a temporada 2019/20 deve terminar em fevereiro/21, com estoques de passagem ainda mais apertados. A última previsão da Conab, divulgada no dia 9, preve uma queda nos estoques finais, justificados pelo aumento do consumo interno durante a pandemia do coronavírus, bem como, o aumento do volume das exportações de arroz do Brasil, que passou a ser mais atrativa com a valorização do dólar.

O cenário, portanto, é imprevisível em relação a uma queda nos preços, especialmente porque embora aquecido pela recém-colhida última safra, o mercado do arroz também se encontra com uma boa demanda, tanto interna, quanto externa.

Arroz Mercado Externo

Segundo boletim semanal da Conab, apesar da aproximação da colheita do arroz de verão na Tailândia, as incertezas em relação a oferta local após a menor safra de inverno, em função dos problemas climáticos, e a moeda tailandesa valorizada refletem em sustentação de preços elevados no mercado.

Na Índia, os preços de exportação do arroz caíram para o menor patamar dos últimos dois meses em função desvalorização da moeda local (-6% na comparação anual), do enfraquecimento da demanda e do avanço da colheita no país. Apesar do queda nas cotações, não se identificou aquecimento da demanda.

Sobre a produção indiana, esta poderá atingir um volume recorde, com os produtores expandindo área em virtude do bom cenário de chuvas na atual estação das monções.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola. 
 

Veja Mais
Arroz – Balanço Semanal: preço do arroz se estabiliza após seguidos meses de alta
Arroz – Balanço Semanal: Preço do arroz apresenta estabilidade, após registrar meses de consecutivos aumentos
Arroz – Balanço Mensal: Arroz operou acima dos R$ 100/saca durante todo o mês de setembro, média mensal subiu 32%
Arroz – Balanço Semanal: Distanciamento de compradores, provoca estabilização no preço do arroz
Arroz - Balanço Semanal: Preços seguem registrando recorde e semeadura começa no RS

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo