Café - Balanço Semanal: Exportações do café tem redução de 40% neste começo de maio

  • 21/05/2020
  • 0
  • Categoria(s): Mercado do Café |

Cotação do Café

A redução na demanda mundial do café já vem sendo sentida nas exportações brasileiras, que apresentou queda de 40% no volume nas duas primeiras semanas de maio. No entanto, o preço ainda está se sustentando, por conta da alta do dólar e da cautela dos produtores em ficarem mais distantes do mercado. Veja os destaques das notícias e as cotações do grão, agora:

Café Arábica

Na última semana, o mercado do café conilon operou tentando manter os preços equilibrados, mesmo com a demanda externa apresentando retração.

Ainda assim, a média semanal entre os dias 11 a 15 de maio ficaram em R$ 588,30/saca com alta de 0,79% ante a média da semana anterior.

O dólar em alta frente ao real, acabou por segurar de certa forma as cotações da última semana, coisa que nesta semana não aconteceu porque a moeda está em baixa, dada um otimismo maior diante da situação da crise econômica mundial com a reabertura do comércio em alguns países, somadas, as consecutivas intervenções do Banco Central em diminuir o valor da moeda no Brasil.

Sendo assim, a abertura do preço do café nesta última segunda (18) ficou em R$ 586,52/saca com retração de 0,87% comparado ao valor da semana anterior.

Já as negociações do café da nova safra seguem avançando e começam a entrar gradativamente no mercado. Os produtores continuam aproveitando o fortalecimento do dólar, para fechar vendas a preços mais atrativos. Alguns negócios da safra anterior também foram contabilizados, mas os volumes não foram tão significativos.

 

Café Conilon

Enquanto isso, a cotação do café conilon se manteve em alta nos últimos dias e mesmo tendo acumulado queda de 0,45% na variação semanal na abertura da semana R$ 359,54/saca (18/05), teve valorização de 3,86% na média semanal do período de 11 a 15 de maio, sendo cotada a R$ 360,35/saca.

Uma maior procura pelo grão, associada também à incidência de chuvas nas regiões produtoras que estão iniciando o seu período de colheita, atrapalharam as atividades, dando um respaldo para manter os preços em bons patamares.

Exportações de Café

De acordo com a Secex, as exportações do café brasileiro contabilizaram 118,24 mil toneladas nas duas primeiras semanas de maio, o resultado foi 40% inferior ao mesmo período do ano passado que ficou em 197,00 mil tons.

Na última semana, a média diária exportada ficou em 11,824 mil tons, totalizando 48,116 mil tons em cinco dias úteis, resultado 30,45% atrás do que o registrado na primeira semana.

O que mais afetou o mercado, ainda são as incertezas da pandemia do coronavírus, que mantém diversos bares e restaurantes fechados em todo o mundo, como medida de prevenção ao aumento da disseminação do vírus covid-19.

Com relação a comercialização da última safra, até o dia 11/05, 94% do total da produção de café safra 2019/20 já havia sido comercializada, sendo 92% do arábica e 96% do conilon.

Com relação a nova safra 2020/21, a comercialização já chega a 28%. Neste contexto, as vendas do arábica já somam 33% e a do conilon 17%. Os produtores estão aproveitando a valorização do dólar para fixar a venda. Em igual período do passado, o volume total comercializado era de 23%.

Café Mercado Externo

A semana foi de muita volatilidade no mercado do café, com as bolsas de Nova Iorque e de Londres apresentando intensas variações. No período houve movimentos de correção técnica, fortes oscilações no mercado do petróleo e fatores técnicos com rompimento de suporte de US 110,10 Cents/lb (o próximo suporte é de US 105,00 Cents/lb).

Estimativas divulgadas pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos – USDA indicam que a produção de café peruano deverá atingir na safra em 2020/21 (temporada vai de abril a março), um total de 4,5 milhões de sacas, quantidade esta inferior em 2,2% em relação ao montante produzido a safra 2019/20, que na oportunidade totalizou 4,55 milhões de sacas.

As exportações de café conilon do Vietnã apresentaram uma redução de 8,1% no primeiro quadrimestre de 2020. De acordo com informações divulgadas dia 12/05 pelas Alfândegas daquele país, no período, o montante embarcado foi de aproximadamente 11.380 mil sacas. Em idêntico período do 2019, as vendas para o mercado externo somaram cerca de 12.383 mil sacas, ou seja, menos 1.003 mil toneladas. Ainda de acordo com serviço alfandegário do Vietnã, no mês de abril/20, o volume exportado totalizou 2.763 mil sacas, comparando-se com o montante de 2.833 mil sacas exportadas no mês anterior (mar/20), contata-se que a redução em termos percentuais foi da ordem de 2,5%.

Veja Mais
Café - Balanço Mensal Maio/20: Preço do café encerra o mês registrando queda de 6,5%, pandemia impactou nos negócios do grão
Café - Balanço Semanal: Exportações do café tem redução de 40% neste começo de maio
Café - Balanço Semanal: Mesmo com a colheita a vista, preços se fortalecem
Café - Balanço Mensal: Após forte queda em março, preço do arábica fecha com ganho mensal de R$ 30/saca
Café – Balanço Semanal: Cautelosos à perdas, produtores do café conilon recuam das vendas

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo