Café - Balanço Mensal: Preço médio mensal da saca do arábica sobe 15% em março

  • 01/04/2020
  • 1
  • Categoria(s): Mercado do Café |

Cotação do Café

Durante o mês de março diversos fatores balizaram o mercado do café e as commodities em geral. Alta do dólar, temores sobre a pandemia do coronavírus, aumento na demanda para alguns países e oferta restrita do café no mercado físico no Brasil, deram suporte aos bons patamares registrados. Confira:

Café Arábica

A cotação do café arábica fechou valendo R$ 581,56/saca no dia 31/03 com uma valorização de 11,32% quando comparado com o preço registrado no último dia de fevereiro.

A média mensal do preço do café arábica em março ficou em R$ 556,28/saca com alta de 15,43% ante a média do mês anterior, que foi de R$ 481,91/saca.

Durante todo o mês, uma recuperação nos índices foi notada em função especialmente da valorização do dólar frente ao real e pela alta registrada no café no mercado externo (Bolsa de Chicago e Ice Futures), em função dos temores da pandemia do covid-19.

Em março o café chegou a bater o seu recorde histórico nos preços registrados pelo Cepea/Esalq a R$ 589,87/saca no dia 25/03. Esse foi o melhor indicador observado até hoje.

Café Conilon

Apesar de menos expressiva, o café robusta (conilon), também registrou valorização de 4,12% na média mensal dos preços praticados em março valendo R$ 320,77/saca contra 308,09/saca registrado na média do mês anterior.

O índice mantido no dia 31/03 ficou em R$ 327,02/saca com valorização de 4,51% na variação mensal.

A cotação do café conilon se mostrou mais volátil no mercado em vista ao café arábica. Entre os fatores que limitaram os avanços na variedade durante o último mês, está a retração dos agentes na comercialização do produto na primeira quinzena, influenciados pelo fraco desempenho dos preços no mercado internacional e demanda mais controlada.

Na segunda quinzena, porém, houve sinalização de um aquecimento na demanda externa e torrefadores, além da valorização do dólar, que acabou elevando o preço do produto.

Ainda em março houve registro das primeiras colheitas do café robusta no Estado de Rondônia para a temporada 2020/21. No Espírito Santo, agentes esperam começar a receber novos lotes do grão a partir deste mês de abril, quando alguns produtores começarem a fazer a colheita de alguns cafezais precoces.

Neste momento, a cadeia produtiva do café de ambas as variedades têm se mostrado preocupada com o cenário externo e como as cotações serão influenciadas nos próximos dias, quanto à menor oferta de café arábica no curto prazo e pelo receio sobre que as medidas adotadas por governos para conter o avanço do coronavírus, de forma que possa dificultar a logística no País e, consequentemente, limitar as exportações.

Produção de Café 2019/20

Produção mundial de café no ano safra 2019/20 foi estimada em 168.861 mil sacas, das quais 96.365 mil sacas de café arábica e 72.496 mil sacas de conilon. A informação consta no relatório da Organização Internacional do Café do mês de fev/20. Em relação ao volume produzido na safra 2018/19 (170.223 mil sc) a entidade estima uma redução de 0,80% em termos percentuais e de 1.362 mil sc em valores absolutos.

Café Mercado Externo

A Bolsa de Nova Iorque operou em março ao redor dos fatores da pandemia do coronavírus e, da subsequente, preocupação com abastecimento global. O acordo firmado entre o Presidente dos Estados Unidos e os líderes do senado americano sobre o pacote de medidas no valor US$ 2,0 trilhões no início da última semana, para estimular a economia do país, que está sendo seriamente afetado pela crise, também foi um balizador nos preços praticados na Bolsa no último mês. Receios sobre a pouca oferta de café arábica no Brasil para entregas no curto prazo, também elevaram o preço da commoditie.

Entre o período de 23 a 27 de março as negociações do café no mercado externo se mostraram um pouco mais retraídas, por conta das incertezas do mercado, o que fez com que os preços recuassem de forma drástica na sexta (27).

No entanto, neste início de semana (30 e 31) os indicadores da ICE Futures sinalizaram uma melhora fechando a US$ 119,55/saca no último dia útil de março, com alta de 8,58% na variação mensal.

A média mensal no preço registrado em todo o mês de março ficou em US$ 114,88/saca com alta de 10,72% comparado com o preço médio de US$ 103,76/saca registrado em fevereiro.

Veja Mais
Café - Balanço Mensal Maio/20: Preço do café encerra o mês registrando queda de 6,5%, pandemia impactou nos negócios do grão
Café - Balanço Semanal: Exportações do café tem redução de 40% neste começo de maio
Café - Balanço Semanal: Mesmo com a colheita a vista, preços se fortalecem
Café - Balanço Mensal: Após forte queda em março, preço do arábica fecha com ganho mensal de R$ 30/saca
Café – Balanço Semanal: Cautelosos à perdas, produtores do café conilon recuam das vendas

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo